Autoridade Marítima garante segurança após afundamento de embarcação no Porto Moniz

A Autoridade Marítima garantiu durante a madrugada de hoje a segurança no porto do Porto Moniz depois de uma embarcação de pesca com oito tripulantes a bordo se ter afundado após colidir com uma rocha, lê-se em comunicado enviado às redações.  A operação de segurança na referida infraestrutura portuária foi executada através de uma equipa de combate à poluição, que foi destacada para a zona após o um alerta recebido pelas 21h30, através do Subcentro de Coordenação de Busca e Salvamento Marítimo do Funchal (MRSC Funchal).  Para o local seguiu “a equipa de combate à poluição da Capitania do Porto do Funchal e do Departamento Marítimo da Madeira, a Polícia Marítima e uma embarcação do Corpo Voluntário de Salvadores Náuticos (SANAS)”, lê-se na mesma nota. No local, constatou-se que os tripulantes tinham conseguido sair pelos próprios meios, encontrando-se bem fisicamente e que não havia qualquer vestígio de poluição. No entanto, uma vez que a embarcação de pesca tinha seis toneladas de combustível nos tanques, os elementos da equipa de combate à poluição, com o auxílio da embarcação do SANAS, colocaram barreiras de contenção para evitar a propagação de substâncias poluentes, tendo os trabalhos sido concluídos pelas 04h30. Neste momento está em curso um plano para remoção da embarcação acidentada por parte do armador, sendo que o Comando-local da Polícia Marítima do Funchal tomou conta da ocorrência.

Autoridade Marítima garante segurança após afundamento de embarcação no Porto Moniz
A Autoridade Marítima garantiu durante a madrugada de hoje a segurança no porto do Porto Moniz depois de uma embarcação de pesca com oito tripulantes a bordo se ter afundado após colidir com uma rocha, lê-se em comunicado enviado às redações.  A operação de segurança na referida infraestrutura portuária foi executada através de uma equipa de combate à poluição, que foi destacada para a zona após o um alerta recebido pelas 21h30, através do Subcentro de Coordenação de Busca e Salvamento Marítimo do Funchal (MRSC Funchal).  Para o local seguiu “a equipa de combate à poluição da Capitania do Porto do Funchal e do Departamento Marítimo da Madeira, a Polícia Marítima e uma embarcação do Corpo Voluntário de Salvadores Náuticos (SANAS)”, lê-se na mesma nota. No local, constatou-se que os tripulantes tinham conseguido sair pelos próprios meios, encontrando-se bem fisicamente e que não havia qualquer vestígio de poluição. No entanto, uma vez que a embarcação de pesca tinha seis toneladas de combustível nos tanques, os elementos da equipa de combate à poluição, com o auxílio da embarcação do SANAS, colocaram barreiras de contenção para evitar a propagação de substâncias poluentes, tendo os trabalhos sido concluídos pelas 04h30. Neste momento está em curso um plano para remoção da embarcação acidentada por parte do armador, sendo que o Comando-local da Polícia Marítima do Funchal tomou conta da ocorrência.