Autorizadas 14 obras de remoção de amianto em 2019

Ao longo deste ano, no âmbito do controlo de riscos e promoção de locais de trabalho saudáveis, foram emitidos 14 pareceres de autorização de licenciamento dos planos de trabalho para remoção de amianto, assim como celebradas 19 vistorias a...

Autorizadas 14 obras de remoção de amianto em 2019
Ao longo deste ano, no âmbito do controlo de riscos e promoção de locais de trabalho saudáveis, foram emitidos 14 pareceres de autorização de licenciamento dos planos de trabalho para remoção de amianto, assim como celebradas 19 vistorias a diversos setores de atividade socioeconómica com vista ao licenciamento dos planos relativos à higiene e segurança. Dados avançados pela secretária regional de Inclusão Social e Cidadania, Augusta Aguiar, durante a sessão de abertura do ‘Seminário de Encerramento da Campanha Europeia 2018-2019, Locais de Trabalho Saudáveis: Gerir as Substâncias Perigosas’, promovido pela Direção Regional do Trabalho e Ação Inspetiva (DRTAI). Citando dados publicados no Inquérito Europeu às Empresas sobre Riscos Novos e Emergentes da EU-OSHA, a agência de informação da União Europeia em matéria de segurança e saúde no trabalho, Augusta Aguiar realçou que, apesar de os trabalhadores de todos os setores poderem correr risco de exposição a substâncias perigosas, estas são mais prevalecentes em setores como a agricultura, a indústria transformadora e a construção. Tendo em conta que 38% das empresas europeias comunicam a existência de produtos químicos ou substâncias biológicas potencialmente perigosas nos seus locais de trabalho, a governante sublinha que “é essencial identificar e gerir riscos”, e que “o desafio de melhorar a saúde e a segurança no trabalho só pode ser superado se contarmos com a colaboração de todos, pois todos desempenhamos um papel importante na redução de acidentes e doenças no local de trabalho”. Assegurou ainda que a Madeira acompanha o quadro normativo e movimento europeu a favor da prevenção e da sensibilização, realçando também que desde 2018 foram desenvolvidas pela DRTAI 135 ações de formação, abrangendo um total de 2.815 pessoas.