Avião C130 da Força Aérea aterrou esta tarde com cerca de duas toneladas de material

O avião C130 da Força Aérea Portuguesa aterrou esta tarde no Aeroporto Internacional da Madeira, transportando cerca de duas toneladas de material, num esforço que, uma vez mais, envolve a Força Aérea Portuguesa, a pedido do Comando Operacional da Madeira, para apoio à Região.   Desta vez e à semelhança da semana passada, foi trazido material hospitalar e equipamento de proteção individual, destinados ao Serviço de Saúde da Região Autónoma da Madeira (SESARAM), aos comandos regionais da Polícia de Segurança Pública e Guarda Nacional Republicana e ainda ao Estabelecimento Prisional do Funchal. No regresso ao continente, o avião da Força Aérea transportou 38 camas de campanha para Lisboa. Entre a semana passada e esta, o Comando Operacional da Madeira coordenou o transporte de quase sete toneladas de material e equipamento hospitalar para a Madeira, como forma de combater a pandemia de Covid-19. 

Avião C130 da Força Aérea aterrou esta tarde com cerca de duas toneladas de material
O avião C130 da Força Aérea Portuguesa aterrou esta tarde no Aeroporto Internacional da Madeira, transportando cerca de duas toneladas de material, num esforço que, uma vez mais, envolve a Força Aérea Portuguesa, a pedido do Comando Operacional da Madeira, para apoio à Região.   Desta vez e à semelhança da semana passada, foi trazido material hospitalar e equipamento de proteção individual, destinados ao Serviço de Saúde da Região Autónoma da Madeira (SESARAM), aos comandos regionais da Polícia de Segurança Pública e Guarda Nacional Republicana e ainda ao Estabelecimento Prisional do Funchal. No regresso ao continente, o avião da Força Aérea transportou 38 camas de campanha para Lisboa. Entre a semana passada e esta, o Comando Operacional da Madeira coordenou o transporte de quase sete toneladas de material e equipamento hospitalar para a Madeira, como forma de combater a pandemia de Covid-19.