Bispo deseja que campanha eleitoral seja espaço de civilização

 O bispo do Funchal, D. Nuno Brás, fez hoje um apelo sincero mas firme aos candidatos às eleições que se avizinham: “que este tempo de campanha eleitoral possa ser um tempo e um espaço de civilização”. O responsável máximo da Igreja madeirense...

Bispo deseja que campanha eleitoral seja espaço de civilização
 O bispo do Funchal, D. Nuno Brás, fez hoje um apelo sincero mas firme aos candidatos às eleições que se avizinham: “que este tempo de campanha eleitoral possa ser um tempo e um espaço de civilização”. O responsável máximo da Igreja madeirense falava na homilia da missa que hoje é celebrada em honra de Nossa Senhora da Conceição, no Monte e que regista a presença das mais altas entidades da Região. O bispo da Diocese afirmou que, no contraste natural que evidencia a diferença das ideias e das propostas; no mostrar a diferença das pessoas, das suas capacidades e projetos, todos devem ser capazes de manter a elevação do debate e o respeito pela dignidade dos intervenientes. “Que a Senhora do Monte conduza a todos — eleitores e candidatos — a atitudes dignas e a escolhas acertadas para o bem comum, para o bem da nossa Região e do nosso País, em direção à construção de uma sociedade cada vez mais humana”, disse D. Nuno Brás, na celebração que decorre na Igreja do Monte. “Nós cristãos temos não apenas o direito como o dever de falar, de lutar por uma sociedade sempre mais plenamente humana; por relações entre pessoas em que todos possam ser respeitados na sua dignidade; por modos de existência que não caiam em soluções fáceis mas que nos tornam profundamente desumanos, a nós e a toda a sociedade”, disse o bispo da Diocese do Funchal, o qual considerou ainda que “é mais fácil abortar uma criança que cuidar dela; é mais fácil matar, eutanasiar, um doente ou um idoso que cuidar dele, que proporcionar-lhe os cuidados que estão ao nosso alcance para o ajudar e acompanhar nos seus últimos mas preciosos momentos da vida”.