Boavista ‘empata’ FC Porto

O FC Porto empatou 2-2 na receção ao Boavista, na 19.ª jornada da I Liga portuguesa de futebol, numa partida em que os ‘dragões’ falharam um penálti e viram um golo ser anulado já perto do final. No estádio do Dragão, o Boavista adiantou-se no marcador aos oito minutos, com um golo de Porozo, e ampliou a vantagem aos 45+1, por intermédio de Elis. Na segunda parte o FC Porto reduziu por Taremi, aos 54, e chegou ao empate aos 82, com Sérgio Oliveira a apontar uma grande penalidade. Numa partida intensa, o FC Porto entrou mal na partida e Alberth Elis deu o primeiro aviso logo ao segundo minuto, obrigando Marchesín a aplicar-se. À segunda tentativa, o Boavista havia mesmo de marcar graças a um potente cabeceamento de Jackson Porozo, após canto cobrado por Gustavo Sauer. O FC Porto reagiu e instalou-se no meio campo contrário, mas a verdade é que nunca conseguiram criar grandes dificuldades e foi mesmo o Boavista a marcar já sobre o intervalo, com o Elis, a ampliar depois de um passe de Mangas, para o 2-0. No reatamento, o FC Porto regressou bem melhor, depois de várias alterações operadas por Sérgio Conceição e o assalto à baliza do Boavista teve início com os visitantes a aguentar... Aos 82 minutos, Sérgio Oliveira repôs a igualdade na cobrança de uma grande penalidade conquistado por Evanilson. Três minutos depois, o internacional português dispôs de mais uma oportunidade da marca dos 11 metros, mas, desta feita, atirou ao poste. Em cima do apito final… polémica, Evanilson marcou mas, após consultar o VAR, mas Manuel Mota anulou o lance por mão na bola.


Boavista ‘empata’ FC Porto
O FC Porto empatou 2-2 na receção ao Boavista, na 19.ª jornada da I Liga portuguesa de futebol, numa partida em que os ‘dragões’ falharam um penálti e viram um golo ser anulado já perto do final. No estádio do Dragão, o Boavista adiantou-se no marcador aos oito minutos, com um golo de Porozo, e ampliou a vantagem aos 45+1, por intermédio de Elis. Na segunda parte o FC Porto reduziu por Taremi, aos 54, e chegou ao empate aos 82, com Sérgio Oliveira a apontar uma grande penalidade. Numa partida intensa, o FC Porto entrou mal na partida e Alberth Elis deu o primeiro aviso logo ao segundo minuto, obrigando Marchesín a aplicar-se. À segunda tentativa, o Boavista havia mesmo de marcar graças a um potente cabeceamento de Jackson Porozo, após canto cobrado por Gustavo Sauer. O FC Porto reagiu e instalou-se no meio campo contrário, mas a verdade é que nunca conseguiram criar grandes dificuldades e foi mesmo o Boavista a marcar já sobre o intervalo, com o Elis, a ampliar depois de um passe de Mangas, para o 2-0. No reatamento, o FC Porto regressou bem melhor, depois de várias alterações operadas por Sérgio Conceição e o assalto à baliza do Boavista teve início com os visitantes a aguentar... Aos 82 minutos, Sérgio Oliveira repôs a igualdade na cobrança de uma grande penalidade conquistado por Evanilson. Três minutos depois, o internacional português dispôs de mais uma oportunidade da marca dos 11 metros, mas, desta feita, atirou ao poste. Em cima do apito final… polémica, Evanilson marcou mas, após consultar o VAR, mas Manuel Mota anulou o lance por mão na bola.