Brexit: Barnier vai negociar relação futura da UE com o Reino Unido

A presidente eleita da Comissão Europeia, Ursula Von der Leyen, confiou a Michel Barnier a missão de negociar a relação futura entre a União Europeia (UE) e o Reino Unido depois do ‘Brexit’, revelou o ainda negociador comunitário. “A senhora...

Brexit: Barnier vai negociar relação futura da UE com o Reino Unido
A presidente eleita da Comissão Europeia, Ursula Von der Leyen, confiou a Michel Barnier a missão de negociar a relação futura entre a União Europeia (UE) e o Reino Unido depois do ‘Brexit’, revelou o ainda negociador comunitário. “A senhora Von der Leyen pediu-me que prolongasse a minha missão durante um ano para, assim, poder lançar a negociação da nova relação entre a UE e o Reino Unido”, avançou à agência France-Presse. Os chefes de Estado e de Governo dos 27 agradeceram hoje, nas conclusões adotadas na sessão da cimeira europeia dedicada ao ‘Brexit’, “os esforços incansáveis” de Michel Barnier no sentido de alcançar um acordo que permitisse evitar uma saída desordenada do Reino Unido do bloco comunitário. “Esperamos que o acordo seja ratificado para entrar em vigor em novembro, por forma a que possamos começar a trabalhar para uma nova parceria”, disse em conferência de imprensa, vincando que “a próxima etapa” é “mais importante do que a separação”. Uma das prioridades da nova relação que unirá a UE e o Reino Unido será, segundo o francês, “um acordo para a pesca que preveja um acesso a águas territoriais britânicas para os pescadores da UE e um acesso para os produtos transformados da pesca britânica ao mercado único”. A UE e o Reino Unido anunciaram hoje ter chegado a acordo para a saída do país do bloco comunitário, depois de longas e intensas negociações nos últimos dias, lideradas por Michel Barnier do lado europeu. Depois de endossado pelos chefes de Estado e de Governo dos 27, reunidos em Conselho Europeu hoje e sexta-feira, o acordo terá agora de ser ratificado pelo Parlamento Europeu e pelo parlamento britânico, uma ‘missão’ previsivelmente mais fácil no primeiro caso do que no segundo.