Bruno Martins salienta investimento da CMF na formação dos técnicos camarários do Ordenamento do Território

O vereador da Câmara Municipal do Funchal, Bruno Martins, marcou presença, esta tarde, na Escola da Apel, para a sessão de abertura do curso de Pós-Graduação em Direito Administrativo e Urbanístico na Região Autónoma da Madeira, ministrado...

Bruno Martins salienta investimento da CMF na formação dos técnicos camarários do Ordenamento do Território
O vereador da Câmara Municipal do Funchal, Bruno Martins, marcou presença, esta tarde, na Escola da Apel, para a sessão de abertura do curso de Pós-Graduação em Direito Administrativo e Urbanístico na Região Autónoma da Madeira, ministrado pela Autónoma Academy, que abrange 19 técnicos da Divisão de Ordenamento e Território da Autarquia. Bruno Martins salientou, na ocasião, que “este é um investimento significativo da Câmara Municipal do Funchal, decidimos apoiar integralmente a formação, inscrição e participação dos nossos Técnicos nesta Pós-Graduação, pois sabemos da importância de apostar na formação especializada dos nossos quadros superiores”. “Esta é uma necessidade que sabemos que é permanente, pois a própria legislação e consequentemente as temáticas ligadas a esta área, estão em constante atualização, e é preciso renovar esse conhecimento. Sabemos que essa vontade existe, muitas vezes não existe é meios de a concretizar, pois este tipo de formação costuma ocorrer apenas em território continental, e como é obvio, tem outro impacto na decisão, a questão financeira, com o pagamento do curso, viagem e estadia”. O vereador referiu ainda que “o curso está organizado por dez unidades curriculares e tem uma duração total de 136 horas letivas. De forma a serem asseguradas as necessidades dos serviços camarários, o curso foi organizado para 2 grupos, começando o 1º grupo em dezembro 2019 e terminando em fevereiro de 2020, e o 2º grupo iniciando-se em março 2020 e terminando em abril 2020”. “Temos a certeza que o resultado desta formação terá um forte impacto na disponibilização de um serviço mais eficiente e especializado sobre o Ordenamento do Território Municipal, visando a constante atualização de matérias fundamentais para o Funchal, que contribuem na melhoria de uma oferta mais qualificada, dos serviços públicos a disponibilizar aos cidadãos”, conclui.