Calheta: Siga em direto a III Edição das Jornadas Madeira

O projeto com a marca JM chega hoje à Calheta, com a Cultura como ponto de partida para um debate que quer ser um ponto de partida para uma nova realidade pós-pandemia. A terceira edição das Jornadas Madeira 2020 é dedicada ao setor da Cultura. O debate tem início marcado para as 10 horas no Museu de Arte Contemporânea – Casa das Mudas, na Calheta, prolongando-se até às 13 horas. Miguel Silva, sub-diretor do JM, e Miguel Guarda, diretor das rádios 88.8 JM/FM, Calheta e Santana, desempenham, como habitualmente, o papel de moderadores, e estão já definidos os cinco oradores principais da iniciativa. Rubina Leal, na qualidade de vice-presidente da Assembleia Legislativa da Madeira, e Carlos Teles, presidente da Câmara Municipal da Calheta, terão a responsabilidade de intervir na área da cultura sob um prisma mais político.   Já do ponto de vista cultural, a defesa do setor será assegurada por figuras conhecidas por diferentes papéis. Francisco Simões, escultor, dispensa apresentações, tendo ainda a companhia do historiador Paulo Ladeira e do ator Francisco Lobo Faria.   Siga tudo aqui:       

Calheta: Siga em direto a III Edição das Jornadas Madeira
O projeto com a marca JM chega hoje à Calheta, com a Cultura como ponto de partida para um debate que quer ser um ponto de partida para uma nova realidade pós-pandemia. A terceira edição das Jornadas Madeira 2020 é dedicada ao setor da Cultura. O debate tem início marcado para as 10 horas no Museu de Arte Contemporânea – Casa das Mudas, na Calheta, prolongando-se até às 13 horas. Miguel Silva, sub-diretor do JM, e Miguel Guarda, diretor das rádios 88.8 JM/FM, Calheta e Santana, desempenham, como habitualmente, o papel de moderadores, e estão já definidos os cinco oradores principais da iniciativa. Rubina Leal, na qualidade de vice-presidente da Assembleia Legislativa da Madeira, e Carlos Teles, presidente da Câmara Municipal da Calheta, terão a responsabilidade de intervir na área da cultura sob um prisma mais político.   Já do ponto de vista cultural, a defesa do setor será assegurada por figuras conhecidas por diferentes papéis. Francisco Simões, escultor, dispensa apresentações, tendo ainda a companhia do historiador Paulo Ladeira e do ator Francisco Lobo Faria.   Siga tudo aqui: