Camilo Mortágua dado como desaparecido

Camilo Mortágua, de 87 anos, pai das gémeas e deputadas do Bloco de Esquerda Joana e Mariana Mortágua, está dado como desaparecido desde a manhã de ontem, em Alvito, Beja. A GNR e os Bombeiros de Alvito estiveram a realizar buscas em diversas localidades do distrito de Beja e também no Fundão, mas até à data não há vestígios do desaparecido nem da viatura, noticiou ontem o JN. De acordo com o capitão Nuno Afonso, oficial de Relações Públicas do Comando Territorial de Beja da GNR citado por aquele jornal, "o alerta foi dado pela mulher" de Camilo Mortágua depois de saber que o marido não chegara ao destino e ao tentar contactá-lo por telemóvel, este estar desligado. Há dois, o jornal espanhol El Pais referiu-se a este opositor do regime do Estado Novo como "o homem que desviou um transatlântico, sequestrou um avião e assaltou um banco sem disparar um tiro”. 

Camilo Mortágua dado como desaparecido
Camilo Mortágua, de 87 anos, pai das gémeas e deputadas do Bloco de Esquerda Joana e Mariana Mortágua, está dado como desaparecido desde a manhã de ontem, em Alvito, Beja. A GNR e os Bombeiros de Alvito estiveram a realizar buscas em diversas localidades do distrito de Beja e também no Fundão, mas até à data não há vestígios do desaparecido nem da viatura, noticiou ontem o JN. De acordo com o capitão Nuno Afonso, oficial de Relações Públicas do Comando Territorial de Beja da GNR citado por aquele jornal, "o alerta foi dado pela mulher" de Camilo Mortágua depois de saber que o marido não chegara ao destino e ao tentar contactá-lo por telemóvel, este estar desligado. Há dois, o jornal espanhol El Pais referiu-se a este opositor do regime do Estado Novo como "o homem que desviou um transatlântico, sequestrou um avião e assaltou um banco sem disparar um tiro”.