Campeonato de Portugal de Cruzeiros regressa à Madeira 17 anos depois

"Tão importante quanto assistirmos ao regresso deste grande evento à Madeira, 17 anos depois, é termos assegurado que esse regresso fosse também possível de integrar nas nossas Comemorações dos 600 Anos, numa feliz parceria com a Associação...

Campeonato de Portugal de Cruzeiros regressa à Madeira 17 anos depois
"Tão importante quanto assistirmos ao regresso deste grande evento à Madeira, 17 anos depois, é termos assegurado que esse regresso fosse também possível de integrar nas nossas Comemorações dos 600 Anos, numa feliz parceria com a Associação Regional de Vela". A afirmação é da secretária regional do Turismo e Cultura, Paula Cabaço, que, neste final de tarde, marcou presença na apresentação do Campeonato de Portugal de Cruzeiros, que se realiza entre os próximos dias 11 e 14 de julho, envolvendo as Ilhas da Madeira e do Porto Santo. Um evento desportivo que traz à Região mais de 200 participantes e que conta com o envolvimento da Madeira, ao nível da participação de mais de uma dezena de velejadores e de dez embarcações "que se assume, também, uma oportunidade do ponto de vista turístico". Paula Cabaço que aproveitou a oportunidade para destacar "a transversalidade e a diversidade das Comemorações dos 600 Anos e o esforço que tem vindo a ser feito para não só integrar mais áreas e chegar a vários públicos – neste caso aos aficionados pelos desportos náuticos – mas, também, para envolver mais entidades, públicas e privadas e associações empresariais, na sua dinamização", sublinhando que o apoio do Governo Regional, através da Secretaria que tutela, a estas iniciativas, tem sido uma constante e é para continuar no futuro, "sobretudo e, neste caso, aproveitando a chancela dos 600 Anos, para vincar a importância do nosso mar e de todas as atividades que, do ponto de vista desportivo mas, também, turístico, nele se desenvolvem". Através deste evento, pretendemos «desenvolver, fomentar e consolidar a imagem da Região, no sector da náutica de recreio, promovendo-a local, nacional e internacionalmente», rematou a governante.