Carlos Pereira contesta presidente da APAVT

“O destino Madeira não melhora amplificando os seus pontos fracos”, afirma o deputado socialista sobre as declarações proferidas no congresso que reúne centenas de agentes de viagem. O deputado socialista comentou esta tarde as declarações...

Carlos Pereira contesta presidente da APAVT
“O destino Madeira não melhora amplificando os seus pontos fracos”, afirma o deputado socialista sobre as declarações proferidas no congresso que reúne centenas de agentes de viagem. O deputado socialista comentou esta tarde as declarações do presidente da Associação de Agentes de Viagem e Turismo. Carlos Pereira diz que as declarações de Pedro Costa Ferreira sobre o aeroporto da Madeira carecem de “um total e necessário sentido de responsabilidade”. Acrescenta que “O destino Madeira não melhora amplificando os seus pontos fracos. É óbvio que também não melhora sem atuação e soluções perante os tais pontos fracos, mesmo que possam ser conjunturais”. Para o deputado do PS-M na Assembleia da República lembra que “segurança e operacionalidade têm de estar de mãos dadas. Tem de ser de facto assim e tem de parecer que é mesmo assim! De resto desaconselho as afirmações políticas (às vezes emotivas) sobre segurança. Não é muito avisado nem sequer razoável. É um problema técnico nunca administrativo e muito menos político”, afirma. Mais do que insistir nos problemas, Pereira considera importante apressar o plano de contingência, que considera “urgente no curto prazo”. Pede também investimentos com obras no aeroporto do Porto Santo “e acabar com aquela ligação paleolítica entre Porto Santo e Madeira”. A longo prazo diz que é essencial perceber se a questão dos ventos é ou não estrutural. Se for, defende soluções disruptivas que devem começar a ser rapidamente trabalhadas entre os governos.