Carpinteiro 'pobre' que morreu milionário pagou faculdade a 33 estranhos

Um carpinteiro de origens humildes, que levava todos os dias almoço para o trabalho, e que morreu em 2005, era final milionário. Sem mulher e sem filhos, decidiu pagar faculdade a 33 jovens desconhecidos, num história de grandiosidade que só...

Carpinteiro 'pobre' que morreu milionário pagou faculdade a 33 estranhos
Um carpinteiro de origens humildes, que levava todos os dias almoço para o trabalho, e que morreu em 2005, era final milionário. Sem mulher e sem filhos, decidiu pagar faculdade a 33 jovens desconhecidos, num história de grandiosidade que só agora é conhecida. Dale Schroeder, um norte-americano natural do Iowa, cresceu numa família com raízes humildes e trabalhou como carpinteiro durante 67 anos, nunca tendo casado ou tido filhos. Um dos seus amigos mais próximos, Steve Nielsen, descreveu-o como “um trabalhador de colarinho azul, que levava marmita todos os dias”. “Ia trabalhar todos os dias, e trabalhava com afinco. Era frugal. Como muitos do locais aqui”, afirmou, citado pela CBS Des Moines. O que ninguém sabia é que Schroeder foi amealhando fortuna ao longo dos anos. “Quase caí da cadeira”, admitiu Nielsen, quando soube que o amigo tinha quase 3 milhões de dólares no banco. Como não tinha descendentes, antes de morrer discutiu com o seu advogado a forma como queria a sua fortuna distribuída. “Ele disse: ‘Nunca tive oportunidade de estudar, portanto queria ajudar os miúdos a ir para a escola’”, relembrou o seu amigo, à mesma publicação. Schroeder conseguiu, então, pagar faculdade completa a 33 jovens. “Aquilo que pedimos é que as pessoas retribuam de alguma forma. Não podem agradecer ao Dale porque ele já não está aqui, mas podem lembrá-lo e podem imitá-lo”, indicou o seu amigo.