Carteiro britânico com 28 anos de serviço despedido devido a atraso de um minuto

Robert Lockyer, um carteiro ao serviço da Royal Mail, em Ashford, no condado de Kent, foi acusado de "transgressão grave" e despedido, depois de fazer uma entrega especial com um minuto de atraso. O incidente teve lugar a 12 de setembro de...

Carteiro britânico com 28 anos de serviço despedido devido a atraso de um minuto
Robert Lockyer, um carteiro ao serviço da Royal Mail, em Ashford, no condado de Kent, foi acusado de "transgressão grave" e despedido, depois de fazer uma entrega especial com um minuto de atraso. O incidente teve lugar a 12 de setembro de 2018, mas só agora foi tornado público pela imprensa britânica, citada pelo Notícias ao Minuto, a reboque do julgamento do caso. O britânico, com 28 anos de serviço naquela empresa, tinha que entregar uma encomenda num banco às 13h00 e chegou ao local às 12h56, mas defende que teve que esperar na fila enquanto outros clientes eram atendidos. Por esse motivo, o empregado da sucursal bancária só carimbou a receção da encomenda às 13h01. Os sessenta segundos de atraso foram o suficiente para a empresa proceder ao despedimento com justa causa com base numa "transgressão grave". O carteiro recorreu da decisão da Royal Mail, mas o tribunal decidiu a favor da empresa, depois de se ter provado que o profissional violou as regras em duas ocasiões e foi advertido que qualquer outra infração resultaria no seu despedimento. John Peter, gerente de envios da sucursal da Royal Mail local, explicou que o despedimento se deveu a um "contínuo incumprimento dos procedimentos corretos por parte de Lockyer". Robert Lockyer entregou 1.500 encomendas especiais a tempo, ao longo dos seus 28 anos de carreira, de acordo com a imprensa local, revela a mesma fonte.