Casa do Capitão mostra músicos madeirenses

João Borsch e Mariana Camacho integram a programação da iniciativa pop-up a acontecer no Hub Criativo do Beato, em Lisboa. O projeto pretende devolver expressão cultural à capital portuguesa. É já na próxima quarta-feira, dia 19 de maio, que reabre a Casa do Capitão, o espaço cultural temporário situado no Hub Criativo do Beato, em Lisboa, que apresentará uma programação regular até outubro. A programação prevista para este mês de reabertura daquele espaço cultural temporário ao ar livre, que inclui atividades como concertos, DJ 'sets', oficinas e exposições, inclui momentos musicais com artistas madeirenses. No dia 22 de maio, às 17 horas, Mariana Camacho, artista que utiliza ‘loops’ gravados em tempo real e ‘samples’ para fazer de si um coro-orquestra, apresenta ao vivo o seu primeiro trabalho a solo, ‘O tempo de baixo, o tempo de cima ou o mundo está a girar’, antes da atuação de Beatriz Pessoa. Por sua vez, a 26 de maio, às 18 horas, haverá um concerto no terraço com João Borsch, artista que irá apresentar ao vivo o seu disco ‘Uma Noite Romântica com João Borsch’, do qual saíram os singles ‘Douradinhos’, ‘Boca Cheia’, ‘Sorte a Minha’ e ‘Madrugada. Os bilhetes para cada sessão têm um custo de oito euros, sendo que para este mês de maio estão previstos espetáculos de nomes como os Utopia Machine Art Ensemble, Tristany, Lula Pena, Rapaz Ego, Tó Trips e Casper Clausen. Esta iniciativa pretende “dar voz e espaço aos artistas e contribuir para devolver à cidade de Lisboa alguma da sua expressão cultural”, sendo esta uma oportunidade para os madeirenses divulgarem o seu trabalho na capital portuguesa. A casa e o terraço do espaço localizado no Hub Criativo do Beato estão abertos de quinta-feira a domingo, tendo ainda a particularidade de oferecer, na sua programação pluridisciplinar para todas as idades, oficinas para a infância.

Casa do Capitão mostra músicos madeirenses
João Borsch e Mariana Camacho integram a programação da iniciativa pop-up a acontecer no Hub Criativo do Beato, em Lisboa. O projeto pretende devolver expressão cultural à capital portuguesa. É já na próxima quarta-feira, dia 19 de maio, que reabre a Casa do Capitão, o espaço cultural temporário situado no Hub Criativo do Beato, em Lisboa, que apresentará uma programação regular até outubro. A programação prevista para este mês de reabertura daquele espaço cultural temporário ao ar livre, que inclui atividades como concertos, DJ 'sets', oficinas e exposições, inclui momentos musicais com artistas madeirenses. No dia 22 de maio, às 17 horas, Mariana Camacho, artista que utiliza ‘loops’ gravados em tempo real e ‘samples’ para fazer de si um coro-orquestra, apresenta ao vivo o seu primeiro trabalho a solo, ‘O tempo de baixo, o tempo de cima ou o mundo está a girar’, antes da atuação de Beatriz Pessoa. Por sua vez, a 26 de maio, às 18 horas, haverá um concerto no terraço com João Borsch, artista que irá apresentar ao vivo o seu disco ‘Uma Noite Romântica com João Borsch’, do qual saíram os singles ‘Douradinhos’, ‘Boca Cheia’, ‘Sorte a Minha’ e ‘Madrugada. Os bilhetes para cada sessão têm um custo de oito euros, sendo que para este mês de maio estão previstos espetáculos de nomes como os Utopia Machine Art Ensemble, Tristany, Lula Pena, Rapaz Ego, Tó Trips e Casper Clausen. Esta iniciativa pretende “dar voz e espaço aos artistas e contribuir para devolver à cidade de Lisboa alguma da sua expressão cultural”, sendo esta uma oportunidade para os madeirenses divulgarem o seu trabalho na capital portuguesa. A casa e o terraço do espaço localizado no Hub Criativo do Beato estão abertos de quinta-feira a domingo, tendo ainda a particularidade de oferecer, na sua programação pluridisciplinar para todas as idades, oficinas para a infância.