CDS diz que conseguiu os seus objetivos em 2019

Decorreu hoje, durante a manhã deste sábado, a eleição da Comissão Política Concelhia de Santa Cruz, com a recondução de Pedro Rodolfo Freitas. Em nome da Comissão Política Regional, Gonçalo Pimento, o secretário-geral adjunto do CDS, deu posse...

CDS diz que conseguiu os seus objetivos em 2019
Decorreu hoje, durante a manhã deste sábado, a eleição da Comissão Política Concelhia de Santa Cruz, com a recondução de Pedro Rodolfo Freitas. Em nome da Comissão Política Regional, Gonçalo Pimento, o secretário-geral adjunto do CDS, deu posse esta manhã a Pedro Rodolfo Freitas, reeleito presidente da Comissão Política Concelhia de Santa Cruz. Na sua alocução, Gonçalo Pimenta reforçou a importância do momento, no que a concelhias diz respeito, relevando as eleições também das estruturas concelhias em Machico e Ponta de Sol, para registar que “o partido é o coração, mas os militantes são o coração do partido”. O dirigente centrista relevou que “há mais vida para além do Governo Regional”, frisando que o CDS é “grandioso em relação a esta matéria”, e “está bem vivo e dinâmico”, assegurando que vai às eleições autárquicas, em 2021, com o objetivo de ter o maior número possível de autarcas. Antes, lembrou que o CDS “tem seis presidentes de Juntas de Freguesia, e um presidente de Câmara, Santana”, que vão “demonstrando que valem mais do quem alguns que por aí andam a apregoar, que são os messias e os novos messias da política”, relevando a implantação autárquica do seu partido. Especificamente em Santa Cruz, Gonçalo Pimenta diz que o partido faz “uma oposição construtiva, que evidencia melhor de qualidade de vida das populações”, solicitando união para o partido ter uma estratégia estratégica nessa abordagem às autárquicas, onde diz que o partido “quer crescer”. Mais à frente, lembrou que “foi um ano difícil, com três eleições, em que conseguimos chegar ao grande objetivo: consolidar e estarmos no poder no Governo Regional”.