CDS-M aponta "falta de investimento" na freguesia de Santa Luzia

Esta manhã, uma comitiva do CDS-PP Madeira, visitou a freguesia de Santa Luzia, no concelho do Funchal. O líder da Bancada Municipal do CDS, Gonçalo Pimenta, apontou na ocasião a “falta de investimento”, na freguesia de Santa Luzia, na construção de um novo Centro de Convívio para os idosos. Durante a visita a esta freguesia, o CDS constatou que o município do Funchal precisa de mais investimento. Porque “tem cerca de 16 milhões de euros de um saldo de tesouraria, que transitou de 2019 para 2020, saldo esse que não é aplicado”. Na visita, o CDS verificou, que “uma Junta de freguesia de uma cor diferente da Câmara Municipal do Funchal não transfere e não faz investimento quando, prometeu desde 2018, um investimento nesta freguesia, nomeadamente a construção de um novo centro de atendimento para os idosos. Centro de convívio esse fundamental para os fregueses de Santa Luzia que são maioritariamente idosos”. Nesse sentido, o CDS pede que Câmara Municipal do Funchal “transmita a verdade”. “Não foi só o PSD e o CDS que votaram contra o plano e orçamento para 2020 e essa é uma falsa justificação porque o Sr. Presidente, Eng. Miguel Gouveia, tem 16 ME para aplicar em investimento na Cidade do Funchal. E aqui temos um caso evidente onde poderia estar a investir num num centro de convívio para os idosos e ainda não o fez”. “O CDS lança então um repto ao Sr. Presidente. Transmita a verdade! Toda a oposição votou contra o plano e orçamento da Câmara Municipal do Funchal. Não foi só o PSD e o CDS. Portanto o que nós queremos é transmitir a verdade às pessoas. E que, de uma forma coerente, mesmo com cores diferentes, faça uma política igualitária para que todos os funchalenses tenham mais desenvolvimento social e mais assistência social”, remata.  

CDS-M aponta "falta de investimento" na freguesia de Santa Luzia
Esta manhã, uma comitiva do CDS-PP Madeira, visitou a freguesia de Santa Luzia, no concelho do Funchal. O líder da Bancada Municipal do CDS, Gonçalo Pimenta, apontou na ocasião a “falta de investimento”, na freguesia de Santa Luzia, na construção de um novo Centro de Convívio para os idosos. Durante a visita a esta freguesia, o CDS constatou que o município do Funchal precisa de mais investimento. Porque “tem cerca de 16 milhões de euros de um saldo de tesouraria, que transitou de 2019 para 2020, saldo esse que não é aplicado”. Na visita, o CDS verificou, que “uma Junta de freguesia de uma cor diferente da Câmara Municipal do Funchal não transfere e não faz investimento quando, prometeu desde 2018, um investimento nesta freguesia, nomeadamente a construção de um novo centro de atendimento para os idosos. Centro de convívio esse fundamental para os fregueses de Santa Luzia que são maioritariamente idosos”. Nesse sentido, o CDS pede que Câmara Municipal do Funchal “transmita a verdade”. “Não foi só o PSD e o CDS que votaram contra o plano e orçamento para 2020 e essa é uma falsa justificação porque o Sr. Presidente, Eng. Miguel Gouveia, tem 16 ME para aplicar em investimento na Cidade do Funchal. E aqui temos um caso evidente onde poderia estar a investir num num centro de convívio para os idosos e ainda não o fez”. “O CDS lança então um repto ao Sr. Presidente. Transmita a verdade! Toda a oposição votou contra o plano e orçamento da Câmara Municipal do Funchal. Não foi só o PSD e o CDS. Portanto o que nós queremos é transmitir a verdade às pessoas. E que, de uma forma coerente, mesmo com cores diferentes, faça uma política igualitária para que todos os funchalenses tenham mais desenvolvimento social e mais assistência social”, remata.