CDS quer garantir viagens aéreas entre Funchal e Lisboa a 65 euros para estudantes

A candidata do CDS-PP Madeira à Assembleia da República disse hoje, em Santa Cruz, que se o povo a eleger no próximo domingo para o Parlamento nacional irá centrar esforços para que a bancada parlamentar do seu partido obrigue o partido que...

CDS quer garantir viagens aéreas entre Funchal e Lisboa a 65 euros para estudantes
A candidata do CDS-PP Madeira à Assembleia da República disse hoje, em Santa Cruz, que se o povo a eleger no próximo domingo para o Parlamento nacional irá centrar esforços para que a bancada parlamentar do seu partido obrigue o partido que ganhar as eleições "a consagrar já no próximo orçamento verbas para garantir que os madeirenses passam a pagar 86 euros e os estudantes 65 euros pela viagem aérea Funchal-Lisboa". As declarações de Sara Madalena foram proferidas no centro da cidade de Santa Cruz, depois de ter contactado as populações do Caniço, Santa Cruz, Gaula e Santo da Serra. "Estamos na porta de entrada na Madeira por via aérea, os madeirenses estão adstritos a um subsídio de mobilidade que neste momento não funciona", disse a candidata a recuperar um lugar que o CDS já ocupou em São Bento. "A proposta para que os madeirenses paguem à cabeça 86 euros e os estudantes 65 euros, foi aprovada por unanimidade, depois de alguns avanços e recuos, nomeadamente da bancada do PS e dos deputados eleitos pela Madeira." Sara Madalena compromete-se a trabalhar na Assembleia da República e na bancada parlamentar do CDS para que os valores aprovados pelo Parlamento tenham expressão e forma legal já no próximo Orçamento de Estado. "Os deputados eleitos têm de exigir que o Orçamento a ser discutido em dezembro consagre a dotação financeira necessária para que a medida entre em vigor em janeiro do próximo ano, de forma a que todos os madeirenses possam ser beneficiados e não prejudicados pela insularidade e pela distância a que vivem do continente."