CDU contra encerramento do balcão da CGD na Ponta do Sol

O encerramento do balcão da Caixa Geral de Depósitos na Ponta do Sol levou a CDU a deslocar-se esta manhã até àquela sede de concelho para a iniciativa política "em defesa dos serviços públicos na Região Autónoma da Madeira". De acordo com...

CDU contra encerramento do balcão da CGD na Ponta do Sol
O encerramento do balcão da Caixa Geral de Depósitos na Ponta do Sol levou a CDU a deslocar-se esta manhã até àquela sede de concelho para a iniciativa política "em defesa dos serviços públicos na Região Autónoma da Madeira". De acordo com o coordenador regional, Edgar Silva, o mundo rural está a "morrer" e nada está a ser feito pelas entidades competentes, nomeadamente Governo Regional e poder local. "Nós não podemos aceitar, de braços cruzados, esta decisão do encerramento da Caixa Geral de Depósitos. Os governantes, quer o Governo Regional, quer a Câmara Municipal da Ponta do Sol aceitam de forma resignada esta situação", acusa o porta-voz desta iniciativa que é vista pelo próprio como uma "voz de protesto e de indignação". Edgar Silva diz não ter dúvidas que este é "um atentado ao desenvolvimento regional e aos direitos das populações" e que a desativação de serviços públicos desta natureza só ajudam a acelerar o processo da desertificação. "No mundo rural fecham a Caixa Geral de Depósitos, noutros lugares têm fechado os serviços de CTT, as escolas e procuram desativar serviços públicos que são fundamentais", denuncia o coordenador regional, salientando que vê com muita preocupação o crescente abandono do mundo rural por parte das novas gerações. "Os governantes não podem chorar lágrimas de crocodilo contra o envelhecimento e o abandono por parte das novas gerações do mundo rural e continuar a deixar acontecer, como se fosse uma fatalidade, os encerramentos dos serviços públicos", declarou Edgar Silva