Centenas de cães vivem acorrentados e malnutridos no sítio do Castelejo

De acordo com a associação madeirense Ajuda a Alimentar Cães, chega às centenas o número de cães que vivem acorrentados e em condições extremas no sítio do Castelejo, em Câmara de Lobos.  A denúncia, trazida na edição deste domingo do JM, surgiu...

Centenas de cães vivem acorrentados e malnutridos no sítio do Castelejo
De acordo com a associação madeirense Ajuda a Alimentar Cães, chega às centenas o número de cães que vivem acorrentados e em condições extremas no sítio do Castelejo, em Câmara de Lobos.  A denúncia, trazida na edição deste domingo do JM, surgiu na sequência de um resgaste que foi feito na última sexta-feira e que mostrava um cãe que vivia há mais de 5 anos sem abrigo, acorrentado e estava mal alimentado. Curiosamente, este cão, que já ganhou o nome de Simão, foi salvo quando a associação procurava um outro cão que, supostamente, também vive nas mesmas condições. "Nessa zona (Castelejo) encontramos centenas de cães em condições terríveis, infelizmente não conseguimos salvar todos”, lamentou a associação ao JM, salientando que, só desde o início do ano já foram resgatados cerca de 11 cães, todos em situações semelhantes. Saiba mais pormenores acerca desta realidade na edição impressa de hoje do JM.