Centro de Combate à Poluição Marinha na Madeira aprovado na Comissão de Pescas

A Comissão Parlamentar das Pescas, no Parlamento Europeu, votou favoravelmente o projeto-piloto para a criação de um centro europeu de combate à poluição marinha de plásticos em Portugal, tendo dado como localização estratégica a Região Autónoma...

Centro de Combate à Poluição Marinha na Madeira aprovado na Comissão de Pescas
A Comissão Parlamentar das Pescas, no Parlamento Europeu, votou favoravelmente o projeto-piloto para a criação de um centro europeu de combate à poluição marinha de plásticos em Portugal, tendo dado como localização estratégica a Região Autónoma da Madeira. Este projeto apresentado pela deputada do PSD, Cláudia Monteiro de Aguiar, como relatora-sombra pelo PPE, tem incidência para o período orçamental de 2020, informa comunicado. A mesma nota refere que o projeto de criação do referido Cento de Combate à Poluição Marinha, umas das principais propostas do PSD Madeira nas últimas eleições europeias, permitirá, de acordo com a eurodeputada, “um aprofundamento de informações e conhecimento do impacto da poluição marinha, em regiões como o arquipélago da Madeira, garantindo maior investigação europeia de excelência sobre a matéria e permitindo contribuir para encontrar soluções mais eficazes para este problema ambiental à escala mundial.  Este Centro prevê um trabalho em parceria com a Agência Europeia de Segurança Marítima, com sede em Lisboa, e a Agência Europeia de Controlo das Pescas, em Vigo, mas também proporcionando investimento importante numa região ultraperiférica.” Foi ainda aprovado um segundo projeto, que a deputada apresentou anteriormente, para a criação de uma Rede Europeia de Universidades com estudos do mar, que através da partilha de investigação e boas práticas, permita aos grandes centros de decisão ter a capacidade fundamentada de promover formas inovadoras para combater melhor a poluição marinha. A deputada do PSD demonstrou enorme satisfação com este resultado positivo das duas propostas. "Numa Comissão Parlamentar que neste mandato apresenta características de grupos políticos mais díspares, assegurar a concordância face a estes dois projetos relacionados com o mar, que interessam à Europa e em particular a Portugal, não pode deixar de ser motivo de satisfação, pois podem resultar num investimento da ordem dos 1.5 milhões em particular numa Região Ultraperiférica." Os projetos-piloto são a forma do Parlamento intervir na criação de iniciativas com interesse direto para os cidadãos europeus. Uma vez concretizados, se tiverem sucesso, podem vir a tornar-se iniciativas e programas da União. As propostas terão de ser agora votadas pela Comissão Parlamentar dos Orçamentos e depois em plenário, em outubro, com o orçamento da UE para o próximo ano.