Cirurgião francês terá violado mais de 300 crianças ao longo de 30 anos

O cirurgião francês Joel Le Scouarnec, de 68 anos, vai a julgamento em março responder a uma acusação de quatro crimes de violação e abuso sexual de crianças. Contudo, as autoridades acreditam que o homem terá violado, ao longo de 30 anos de...

Cirurgião francês terá violado mais de 300 crianças ao longo de 30 anos
O cirurgião francês Joel Le Scouarnec, de 68 anos, vai a julgamento em março responder a uma acusação de quatro crimes de violação e abuso sexual de crianças. Contudo, as autoridades acreditam que o homem terá violado, ao longo de 30 anos de carreira, pelo menos 349 menores, revela o Notícias ao Minuto. De acordo com o jornal Metro, citado pela mesma fonte, o Ministério Público (MP) francês acredita que os abusos aconteceram em hospitais do centro e oeste do país, entre 1989 e 2017, ano em que o médico se reformou. As suspeitas surgiram na sequência de uma investigação aos crimes dos quais o cirurgião está acusado. As autoridades descobriram vários diários secretos, nos quais Joel Le Scouarnec descrevia cenas de sexo envolvendo centenas de crianças. Ainda segundo a publicação britânica, os menores em questão estavam de alguma forma identificados, visto que as autoridades conseguiram localizá-los e obter depoimentos para acrescentar ás acusações já imputadas ao francês, explica o Notícias ao Minuto. A advogada de algumas das vítimas garante que todas se lembram “perfeitamente do que sofreram”, mas que nunca denunciaram os crimes “porque tinham medo”. Por seu turno, os advogados de defesa alegam que as descrições nos diários de Joel Le Scouarnec não passam de “fantasias”. No total, foram interrogadas 229 pessoas, das quais 197 acusaram o idoso de algum tipo de crime sexual. Apesar disso, muitos dos crimes podem já ter prescrito. Só com o primeiro conjunto de acusações, das quatro crianças acima referidas, o médico arrisca 20 anos de prisão.