CMF delibera atribuição de 113 mil euros a entidades desportivas

A Câmara Municipal Funchal (CMF) deliberou esta manhã, na reunião que aconteceu, pela primeira vez, no Bairro da Nazaré, mais propriamente na Associação Olho.te, a atribuição de 113 mil euros, a 13 entidades da área do desporto. Segundo o presidente, Miguel Silva Gouveia, para além deste apoio, a autarquia funchalense decidiu ainda atribuir ajudas financeiras, no valor total de 10 mil euros, a três associações que trabalham com a causa animal. Na área cultural, o autarca revelou que foram aprovados dois regulamentos internos do Museu Henrique e Francisco Franco e do Museu Cidade do Açúcar. “São dois regulamentos que permitirão à Câmara do Funchal e à cidade do Funchal ter os seus museus integrados na rede nacional de museus e para isso também concorre todo o inventário do acervo cultural que a Câmara tem e que foi mapeado recentemente, com o programa Matriz, onde estão inventariadas todas as peças culturais que a Câmara tem”, explicou o presidente. Na sua opinião, esta medida servirá para catapultar os nossos museus para uma dimensão nacional e, obviamente, colocar o Funchal junto das grandes cidades do País”. De salientar que todas estas medidas foram aprovadas por unanimidade.

CMF delibera atribuição de 113 mil euros a entidades desportivas
A Câmara Municipal Funchal (CMF) deliberou esta manhã, na reunião que aconteceu, pela primeira vez, no Bairro da Nazaré, mais propriamente na Associação Olho.te, a atribuição de 113 mil euros, a 13 entidades da área do desporto. Segundo o presidente, Miguel Silva Gouveia, para além deste apoio, a autarquia funchalense decidiu ainda atribuir ajudas financeiras, no valor total de 10 mil euros, a três associações que trabalham com a causa animal. Na área cultural, o autarca revelou que foram aprovados dois regulamentos internos do Museu Henrique e Francisco Franco e do Museu Cidade do Açúcar. “São dois regulamentos que permitirão à Câmara do Funchal e à cidade do Funchal ter os seus museus integrados na rede nacional de museus e para isso também concorre todo o inventário do acervo cultural que a Câmara tem e que foi mapeado recentemente, com o programa Matriz, onde estão inventariadas todas as peças culturais que a Câmara tem”, explicou o presidente. Na sua opinião, esta medida servirá para catapultar os nossos museus para uma dimensão nacional e, obviamente, colocar o Funchal junto das grandes cidades do País”. De salientar que todas estas medidas foram aprovadas por unanimidade.