Coelho diz que na "Madeira quem luta pelo bem comum é perseguido, enquanto os vigaristas são elevados à categoria de heróis"

José Manuel Coelho, cabeça de lista às eleições da Assembleia da República, citou uma passagem bíblica para caracterizar o quadro político da Região Autónoma da Madeira. "Há cerca de 2000 mil anos, o apóstolo São Paulo, escrevia ao seu discípulo...

Coelho diz que na "Madeira quem luta pelo bem comum é perseguido, enquanto os vigaristas são elevados à categoria de heróis"
José Manuel Coelho, cabeça de lista às eleições da Assembleia da República, citou uma passagem bíblica para caracterizar o quadro político da Região Autónoma da Madeira. "Há cerca de 2000 mil anos, o apóstolo São Paulo, escrevia ao seu discípulo Timóteo que no fim dos tempos os homens maus e enganadores, iam de mal a pior, enganando e sendo enganados. Pois na Madeira passa-se a mesma coisa, as pessoas boas que lutam pelo bem comum e por uma sociedade mais justa, são perseguidas e ostracizadas. Os vigaristas e impostores são elevados à categoria de heróis", lamentou o candidato, que diz ter reforma penhorada por ser diretor de um jornal que combatia e denunciava a corrupção. Assim como, uma condenação de pena de cadeia de três ano e meio. O candidato pede aos eleitores que "abram os olhos", pois no seu entender a justiça tem os valores invertidos. Coelho também lamentou as criticas que o candidato do PS, Carlos Pereira, fez á eurodeputada Ana Gomes, por esta ter denunciado a corrupção que tomou conta do país, a qual inclui o Centro Internacional de Negócios da Madeira.