Colaboradores da Horários do Funchal vacinados contra covid-19

No dia 6 de maio teve início o processo de vacinação dos colaboradores do Grupo Horários do Funchal. De acordo com comunicado do grupo, "a prioridade é dada àqueles que têm maior contacto com o público, mais concretamente motoristas e pessoal afeto ao atendimento", sendo que também foi tida em consideração a idade. "Durante o mês de maio o Grupo também proporcionará aos seus colaboradores a realização de testes antigénio gratuitos nas suas instalações", refere a mesma nota. As medidas complementam uma série de outras medidas, umas definidas e implementadas no plano interno de contingência no combate à propagação da covid-19 e outras de cariz legal, medidas essas que contribuem para a segurança da utilização do transporte público em cenário de pandemia. "São de destacar a desinfeção diária de todos os autocarros das frotas da Horários do Funchal e da Companhia de Carros de São Gonçalo com desinfetantes específicos para a eliminação do coronavírus e a desinfeção semanal através de um processo de nebulização, cujo efeito se mantém durante vários dias, levado a cabo pela mesma empresa responsável pela higienização do Hospital Dr. Nélio Mendonça. Também é disponibilizado álcool gel à entrada dos autocarros e na cabine do motorista existe um separador acrílico suplementar que garante maior proteção ao passageiro e ao motorista", explica o grupo HF. Das imposições legais, ainda em vigor, "destacam-se a redução da lotação do autocarro para 2/3 da lotação total e a obrigatoriedade uso de máscara protetora a bordo, a partir dos seis anos. Em relação à utilização da máscara, o Grupo apela a todos os utilizadores do seu serviço, que cumpram a obrigatoriedade da utilização com o protocolo necessário à sua correta utilização. A utilização de máscara é um ato cívico que protege o utilizador e terceiros que se não for cumprido poderá ser punido com uma contraordenação sancionada com coima de 100 a 500 euros".  

Colaboradores da Horários do Funchal vacinados contra covid-19
No dia 6 de maio teve início o processo de vacinação dos colaboradores do Grupo Horários do Funchal. De acordo com comunicado do grupo, "a prioridade é dada àqueles que têm maior contacto com o público, mais concretamente motoristas e pessoal afeto ao atendimento", sendo que também foi tida em consideração a idade. "Durante o mês de maio o Grupo também proporcionará aos seus colaboradores a realização de testes antigénio gratuitos nas suas instalações", refere a mesma nota. As medidas complementam uma série de outras medidas, umas definidas e implementadas no plano interno de contingência no combate à propagação da covid-19 e outras de cariz legal, medidas essas que contribuem para a segurança da utilização do transporte público em cenário de pandemia. "São de destacar a desinfeção diária de todos os autocarros das frotas da Horários do Funchal e da Companhia de Carros de São Gonçalo com desinfetantes específicos para a eliminação do coronavírus e a desinfeção semanal através de um processo de nebulização, cujo efeito se mantém durante vários dias, levado a cabo pela mesma empresa responsável pela higienização do Hospital Dr. Nélio Mendonça. Também é disponibilizado álcool gel à entrada dos autocarros e na cabine do motorista existe um separador acrílico suplementar que garante maior proteção ao passageiro e ao motorista", explica o grupo HF. Das imposições legais, ainda em vigor, "destacam-se a redução da lotação do autocarro para 2/3 da lotação total e a obrigatoriedade uso de máscara protetora a bordo, a partir dos seis anos. Em relação à utilização da máscara, o Grupo apela a todos os utilizadores do seu serviço, que cumpram a obrigatoriedade da utilização com o protocolo necessário à sua correta utilização. A utilização de máscara é um ato cívico que protege o utilizador e terceiros que se não for cumprido poderá ser punido com uma contraordenação sancionada com coima de 100 a 500 euros".