Concerto gratuito em Caracas acaba em tragédia com três mortos e 30 feridos

Três pessoas morreram e pelo menos 30 ficaram feridas, no passado sábado, quando tentaram entrar à força num concerto gratuito no Parque Generalíssimo Francisco de Miranda, no leste de Caracas, avança o JN. Um grupo de pessoas tentou saltar...

Concerto gratuito em Caracas acaba em tragédia com três mortos e 30 feridos
Três pessoas morreram e pelo menos 30 ficaram feridas, no passado sábado, quando tentaram entrar à força num concerto gratuito no Parque Generalíssimo Francisco de Miranda, no leste de Caracas, avança o JN. Um grupo de pessoas tentou saltar as grades do parque, para aceder ao sítio onde teria lugar um concerto de "trap", do cantor Neutro Shorty, o que originou uma debandada frenética que os seguranças não conseguiram controlar. Segundo a diretora do Hospital Pérez de León, Zaira Medina, citada pela mesma fonte, três adolescentes, todas de 14 anos de idade, morreram. Bombeiros e funcionários dos Serviços de Proteção Civil prestaram assistência aos feridos, na sua maioria adolescentes. O Ministério Público da Venezuelano anunciou que já se encontra a investigar o caso. O cantor de "trap", Neutro Shorty, interpretou apenas três peças musicais e suspendeu o concerto, depois de ter apelado à calma. Revela o JN que, segundo a imprensa venezuelana, o Instituto Nacional de Parques da Venezuela (Inparques) emitiu um comunicado responsabilizando os organizadores do evento pelo ocorrido e informando que não tinha autorizado o concerto, apesar de ser o organismo responsável pela administração do Parque Generalíssimo Francisco de Miranda. "Exigimos aos organizadores que assumam a responsabilidade pelos factos e solicitamos aos órgãos competentes que investiguem", lê-se no referido comunicado.