Confinamento britânico deverá prejudicar ‘escapadinha’ de Natal

O confinamento em Londres, que não se está a aplicar em Jersey, deverá prejudicar de forma indireta a ‘escapadinha’ de natal à Madeira da comunidade que reside nesta ilha do canal. “Ir à Madeira por Londres" será, assim, uma solução mais difícil. Embora o confinamento seja, oficialmente, até princípio de dezembro, as operadoras já estão, obviamente, a organizar o mês de dezembro e a optar por cancelar, pelo menos, algumas viagens para a Madeira que façam conexão ou partam dos aeroportos de Inglaterra. Algo que segundo Isilda de Freitas, emigrante madeirense em Jersey, assegura que “vai afetar milhares de Madeirenses residentes” nesta ilha do canal, “que costumam ir à Madeira no Natal e que marcam as viagens ‘por Londres’ a custo muito mais reduzido que uma viagem direta”. “Quanto mais cedo fizerem a reserva com a British Airways ou EasyJet, mais barato é o bilhete”, garante. ‘Ir à Madeira por Londres’ A expressão “ir à Madeira por Londres" é muito utilizada pelos emigrantes madeirenses e significa realizar uma viagem que faça escala em Londres. Muitos deles marcam as viagens online porque é muito mais barato. “Milhares [de emigrantes] marcam viagem por Londres todos os anos porque só há uma operadora com voos diretos e que tem exclusividade em Jersey. Além disso, os preços são muito mais caros do que os voos com escala. Não se compreende porquê, mas obviamente a exclusividade paga-se. Tem sido um tópico muito debatido em Jersey ao longo dos anos”, confessou a madeirense.

Confinamento britânico deverá prejudicar ‘escapadinha’ de Natal
O confinamento em Londres, que não se está a aplicar em Jersey, deverá prejudicar de forma indireta a ‘escapadinha’ de natal à Madeira da comunidade que reside nesta ilha do canal. “Ir à Madeira por Londres" será, assim, uma solução mais difícil. Embora o confinamento seja, oficialmente, até princípio de dezembro, as operadoras já estão, obviamente, a organizar o mês de dezembro e a optar por cancelar, pelo menos, algumas viagens para a Madeira que façam conexão ou partam dos aeroportos de Inglaterra. Algo que segundo Isilda de Freitas, emigrante madeirense em Jersey, assegura que “vai afetar milhares de Madeirenses residentes” nesta ilha do canal, “que costumam ir à Madeira no Natal e que marcam as viagens ‘por Londres’ a custo muito mais reduzido que uma viagem direta”. “Quanto mais cedo fizerem a reserva com a British Airways ou EasyJet, mais barato é o bilhete”, garante. ‘Ir à Madeira por Londres’ A expressão “ir à Madeira por Londres" é muito utilizada pelos emigrantes madeirenses e significa realizar uma viagem que faça escala em Londres. Muitos deles marcam as viagens online porque é muito mais barato. “Milhares [de emigrantes] marcam viagem por Londres todos os anos porque só há uma operadora com voos diretos e que tem exclusividade em Jersey. Além disso, os preços são muito mais caros do que os voos com escala. Não se compreende porquê, mas obviamente a exclusividade paga-se. Tem sido um tópico muito debatido em Jersey ao longo dos anos”, confessou a madeirense.