Confira o programa das ‘Noites Musicais’ em Machico

Na materialização da ação cultural do município em parceria com alguns grupos artísticos locais, a Câmara Municipal do Funchal informa em comunicado que vai promover vários concertos/espetáculos, sempre às 21h, com acesso livre, conforme a...

Confira o programa das ‘Noites Musicais’ em Machico
Na materialização da ação cultural do município em parceria com alguns grupos artísticos locais, a Câmara Municipal do Funchal informa em comunicado que vai promover vários concertos/espetáculos, sempre às 21h, com acesso livre, conforme a seguinte calendarização: a Orquestra de Jazz MOOD’IN atuará dia 08 de agosto, no Forte de Nossa Senhora do Amparo; dia 16 de agosto, o Grupo de Fado Marcelino e Amigos apresentar-se-á no Largo do Senhor dos Milagres; no dia 22 de agosto, o Jardim do Solar do Ribeirinho acolherá a Banda Municipal de Machico; a Tuna de Machim será o segundo grupo que atuará no Largo do Senhor dos Milagres, no dia 29 de agosto. Em setembro, dia 5, continua as ‘Noites Musicais’ em Machico, com o grupo O Machetinho a apresentar-se num espetáculo que terá lugar no Largo do Município; no dia 12 a Tuna de Câmara de Machico apresentar-se-á em concerto, no Forte de Nossa Senhora do Amparo. A edição das “Noites Musicais” de 2019 tem o seu término dia 19 de setembro, com o espetáculo protagonizado pelo Coro Infantil e Ensemble de Guitarras da Associação Grupo Coral de Machico, no anfiteatro da Casa da Música. Acrescenta a autarquia que o projeto cultural ‘Noites Musicais’ iniciado em 2014, tem como objetivo a valorização do património, num contexto e cultural e histórico, da valorização do potencial artístico das coletividades e grupos do concelho com projetos alternativos. A autarquia informa ainda que pretende continuar a fomentar a educação cultural e artística da população através da democratização cultural com a promoção de concertos e espetáculos musicais de diferentes sonoridades, em diferentes espaços públicos da freguesia de Machico. Mais informa que a promoção destes eventos possibilita uma aproximação da população ao seu património e ao desfrute do espaço público enquanto lugar de sociabilidade.