"Conversa de que os deputados do PS conseguem convencer o Governo da República já não cola", diz José Prada

O secretário-geral do PSD/Madeira reagiu, esta quinta-feira, no Facebook, às declarações do candidato socialista às Eleições Legislativas, Carlos Pereira, que falara recentemente sobre o trabalho desenvolvido pelos deputados socialistas na...

"Conversa de que os deputados do PS conseguem convencer o Governo da República já não cola", diz José Prada
O secretário-geral do PSD/Madeira reagiu, esta quinta-feira, no Facebook, às declarações do candidato socialista às Eleições Legislativas, Carlos Pereira, que falara recentemente sobre o trabalho desenvolvido pelos deputados socialistas na Assembleia da República. "Depois da máscara cair, lá veio o deputado do PS/M às Legislativas do próximo domingo, Carlos Pereira, acusar os deputados social-democratas de nada terem feito na Assembleia da República, assumindo que tudo o que foi alcançado, nos últimos quatro anos, foi possível - e passo a citar o que vi na comunicação social - 'porque os deputados do PS conseguiram convencer o seu grupo parlamentar e o Governo do PS que era importante ajudar a Madeira'", começou por escrever José Prada. "Uma declaração obviamente reforçada (?) pelo seu amigo Carlos César, que inclusive reconheceu que o PSD não tinha qualquer influência na República. Claro." O dirigente social democrata afirma que "este foi o mandato em que a Região foi mais maltratada, ignorada e subestimada pelo Governo da Republica" e acrescenta que "os dossiês mais estruturantes estão por cumprir e resolver", passando ao ataque: "Ou a influência e a capacidade de persuasão de Carlos Pereira já teve melhores dias, ou então esta conversa de que os deputados do PS conseguem convencer o Governo da República já não cola nem convence ninguém, muito menos os milhares de madeirenses e porto-santenses que sofreram, diretamente, as consequências da inação de António Costa, a todos os níveis". "Se o PS/M tem tanta influência e diz conseguir tudo lá na República, a favor da Região, por alma de quem é que votou tantas vezes contra os madeirenses e porto-santenses?", questiona José Prada.