Costa recebe os presidentes dos governos regionais dos Açores e Madeira

 O primeiro-ministro, António Costa, recebe na quarta-feira, em São Bento, os presidentes dos governos regionais dos Açores, Vasco Cordeiro, e da Madeira, Miguel Albuquerque, reuniões destinadas à preparação do Orçamento do Estado para 2020....

Costa recebe os presidentes dos governos regionais dos Açores e Madeira
 O primeiro-ministro, António Costa, recebe na quarta-feira, em São Bento, os presidentes dos governos regionais dos Açores, Vasco Cordeiro, e da Madeira, Miguel Albuquerque, reuniões destinadas à preparação do Orçamento do Estado para 2020. Fonte oficial do Governo adiantou à agência Lusa que nestas duas reuniões, que têm como assunto central o Orçamento do Estado do próximo ano, estarão também presentes o ministro de Estado e das Finanças, Mário Centeno, e os vice-presidentes dos executivos das duas regiões autónomas. A primeira reunião, marcada para as 16:00, será com o presidente do Governo Regional da Madeira, estando a segunda, com o líder do executivo açoriano, prevista para as 17:00. Desde que António Costa voltou a ser indigitado para as funções de primeiro-ministro, na sequência das eleições legislativas de outubro passado, esta será a segunda reunião em São Bento com o socialista Vasco Cordeiro. Já em relação a Miguel Albuquerque, na noite eleitoral de 22 setembro, em que o PSD venceu sem maioria absoluta as eleições regionais da Madeira, António Costa afirmou que manteria "todos os compromissos" que assumiu com esta região autónoma, desde a redução dos juros da dívida, até ao novo Hospital do Funchal. "Quero reafirmar os compromissos do PS com os madeirenses e porto-santenses, que, como sempre dissemos, seriam independentes da solução governativa que venha a ser encontrada", declarou. António Costa destacou então os "compromissos de assegurar o princípio da continuidade territorial" e, no plano financeiro, "de fazer repercutir nos juros da dívida da Madeira à República a forte redução dos juros da dívida da República em relação ao exterior". "Assumimos o compromisso de continuar a trabalhar solidariamente com as instituições da região para defender os seus interesses no quadro da negociação do próximo Quadro Comunitário de Apoio e para defender os interesses da região em Bruxelas em assuntos que se encontram em aberto. Vamos trabalhar em conjunto com as regiões autónomas da Madeira e dos Açores para o desenvolvimento da autonomia regional no interesse comum das regiões e da República, ou seja, de Portugal", acrescentou.