Covid-19: 5 casos ativos e uma pessoa no Hospital em Jersey

A Ilha de Jersey tem atualmente 5 casos ativos de infeção por Covid-19 e uma pessoa hospitalizada dos 316 casos já confirmados. No passado dia 12, Jersey entrou no nível 2 de desconfinamento o que permitiu que mais lugares pudessem abrir ao público desde que seguissem as precauções específicas para o ramo. Estão disponíveis serviços limitados de biblioteca, restaurantes e bares que sirvam comida, cabeleireiros, salões de beleza, cinemas, teatros, museus e galerias. O governo continua a encorajar as atividades que possam ser desempenhadas em casa para o serem, a não ser que seja essencial estar na base para o funcionamento da atividade. Isto inclui trabalho de escritório. Socializar em grupos pequenos continua a ser recomendado e uma distância social de 2 metros ainda é encorajada. As igrejas já podem abrir com números limitados, casamentos, funerais e eventos desportivos e comunitários podem ter até 40 pessoas presentes. Reparações e trabalhos em casas já podem ser feitos desde que o profissional não apresente sintomas de vírus. Empregadas de limpeza, amas e cabeleireiros que fazem visitas a residências, também já podem trabalhar. Alguns serviços do governo e da câmara estão a funcionar, embora com capacidade reduzida no caso de ser necessário serviço presencial. Desportos ao ar livre são encorajados e as piscinas já se encontram abertas embora o uso de chuveiros públicos seja desencorajado. As lojas podem abrir embora os números no interior sejam limitados. As creches e jardins de infância já podem abrir com algumas restrições e as crianças do último ano da escola primária, do 10º e 12º anos já voltaram para a escola. Viagens para fora e de regresso à ilha são limitadas a viagens necessárias. Os passageiros têm a opção de serem testados à chegada ou fazerem quarentena de 14 dias. Está agendada a discussão da assembleia das viagens de e para a ilha no dia 14 de julho, por isso, embora se falem em possibilidades, não se preveem voos comerciais ou serviços de ferries até essa data.

Covid-19: 5 casos ativos e uma pessoa no Hospital em Jersey
A Ilha de Jersey tem atualmente 5 casos ativos de infeção por Covid-19 e uma pessoa hospitalizada dos 316 casos já confirmados. No passado dia 12, Jersey entrou no nível 2 de desconfinamento o que permitiu que mais lugares pudessem abrir ao público desde que seguissem as precauções específicas para o ramo. Estão disponíveis serviços limitados de biblioteca, restaurantes e bares que sirvam comida, cabeleireiros, salões de beleza, cinemas, teatros, museus e galerias. O governo continua a encorajar as atividades que possam ser desempenhadas em casa para o serem, a não ser que seja essencial estar na base para o funcionamento da atividade. Isto inclui trabalho de escritório. Socializar em grupos pequenos continua a ser recomendado e uma distância social de 2 metros ainda é encorajada. As igrejas já podem abrir com números limitados, casamentos, funerais e eventos desportivos e comunitários podem ter até 40 pessoas presentes. Reparações e trabalhos em casas já podem ser feitos desde que o profissional não apresente sintomas de vírus. Empregadas de limpeza, amas e cabeleireiros que fazem visitas a residências, também já podem trabalhar. Alguns serviços do governo e da câmara estão a funcionar, embora com capacidade reduzida no caso de ser necessário serviço presencial. Desportos ao ar livre são encorajados e as piscinas já se encontram abertas embora o uso de chuveiros públicos seja desencorajado. As lojas podem abrir embora os números no interior sejam limitados. As creches e jardins de infância já podem abrir com algumas restrições e as crianças do último ano da escola primária, do 10º e 12º anos já voltaram para a escola. Viagens para fora e de regresso à ilha são limitadas a viagens necessárias. Os passageiros têm a opção de serem testados à chegada ou fazerem quarentena de 14 dias. Está agendada a discussão da assembleia das viagens de e para a ilha no dia 14 de julho, por isso, embora se falem em possibilidades, não se preveem voos comerciais ou serviços de ferries até essa data.