Covid-19: Alemanha com 1.479 novos casos e uma morte nas últimas 24 horas

A Alemanha registou, nas últimas 24 horas, 1.479 novos casos de covid-19, ligeiramente abaixo mas ainda ao nível dos 1.500 casos diários registados nas últimas semanas, aumento que levou as autoridades a adotar novas medidas. Segundo o Instituto Robert Koch, entidade responsável pela prevenção e controlo de doenças na Alemanha, entre sexta-feira e hoje registou-se também mais uma morte associada à covid-19. O número de novas infeções fica ligeiramente abaixo dos registados nos últimos dias, mas o país regista nas últimas semanas uma média de 1.500 casos/dia, depois de no passado sábado ter diagnosticado 2.034, o nível mais alto desde finais de abril. Desde o início da pandemia, a Alemanha totaliza 240.986 casos e 9.289 mortes. O pico máximo da pandemia na Alemanha ocorreu entre finais de março e abril, quando chegaram a registar-se 6.000 novos casos por dia. Em finais de junho, os novos casos andavam na ordem os 350 por dia, começando a aumentar para 800 a 950 em julho e ultrapassando os 1.000 no princípio de agosto.

Covid-19: Alemanha com 1.479 novos casos e uma morte nas últimas 24 horas
A Alemanha registou, nas últimas 24 horas, 1.479 novos casos de covid-19, ligeiramente abaixo mas ainda ao nível dos 1.500 casos diários registados nas últimas semanas, aumento que levou as autoridades a adotar novas medidas. Segundo o Instituto Robert Koch, entidade responsável pela prevenção e controlo de doenças na Alemanha, entre sexta-feira e hoje registou-se também mais uma morte associada à covid-19. O número de novas infeções fica ligeiramente abaixo dos registados nos últimos dias, mas o país regista nas últimas semanas uma média de 1.500 casos/dia, depois de no passado sábado ter diagnosticado 2.034, o nível mais alto desde finais de abril. Desde o início da pandemia, a Alemanha totaliza 240.986 casos e 9.289 mortes. O pico máximo da pandemia na Alemanha ocorreu entre finais de março e abril, quando chegaram a registar-se 6.000 novos casos por dia. Em finais de junho, os novos casos andavam na ordem os 350 por dia, começando a aumentar para 800 a 950 em julho e ultrapassando os 1.000 no princípio de agosto.