Covid-19: Lar de idosos em Barcelos evacuado

O Centro de Apoio e Solidariedade da Pousa (CASP), em Barcelos, onde já se registaram pelo menos nove casos positivos de covid-19, está a ser evacuado, disse fonte do Comando Distrital de Operações de Socorro. Para o local foram mobilizadas cinco ambulâncias. Dezoito idosos que não estão infetados vão ser transferidos para o Seminário da Silva, também no concelho de Barcelos. Os doentes infetados foram transportados para o hospital durante a última noite. No domingo, o presidente da direção do CASP, Joaquim Pereira, em declarações à Lusa, apelou à transferência urgente dos restantes utentes por não ter condições de funcionamento. Segundo o responsável, já estavam contabilizados cinco idosos e quatro funcionárias infetados com o novo coronavírus da covid-19. Das 31 funcionárias que a instituição possui, e ainda segundo Joaquim Pereira, só "menos de meia dúzia" estava ao serviço. Das restantes, quatro estão em casa após terem testado positivo para a covid-19 e as outras ou apresentam sintomas da doença, ou estão em quarentena, incluindo as duas enfermeiras da instituição.

Covid-19: Lar de idosos em Barcelos evacuado
O Centro de Apoio e Solidariedade da Pousa (CASP), em Barcelos, onde já se registaram pelo menos nove casos positivos de covid-19, está a ser evacuado, disse fonte do Comando Distrital de Operações de Socorro. Para o local foram mobilizadas cinco ambulâncias. Dezoito idosos que não estão infetados vão ser transferidos para o Seminário da Silva, também no concelho de Barcelos. Os doentes infetados foram transportados para o hospital durante a última noite. No domingo, o presidente da direção do CASP, Joaquim Pereira, em declarações à Lusa, apelou à transferência urgente dos restantes utentes por não ter condições de funcionamento. Segundo o responsável, já estavam contabilizados cinco idosos e quatro funcionárias infetados com o novo coronavírus da covid-19. Das 31 funcionárias que a instituição possui, e ainda segundo Joaquim Pereira, só "menos de meia dúzia" estava ao serviço. Das restantes, quatro estão em casa após terem testado positivo para a covid-19 e as outras ou apresentam sintomas da doença, ou estão em quarentena, incluindo as duas enfermeiras da instituição.