Covid-19: Papa pede aos políticos para pensarem nas pessoas e não no dinheiro

O Papa Francisco pediu hoje aos cientistas e governantes que estão a preparar "o caminho de saída" para a crise da pandemia de coronavírus que pensem nas pessoas e não no dinheiro. O Papa durante a missa celebrada hoje na Casa Santa Marta, residência oficial, pediu "aos governantes, aos cientistas e aos políticos que já começaram a estudar o caminho para sair da pandemia (...) que encontrem o caminho correto, a favor das pessoas e do povo". No final da homilia o Papa sublinhou que "para encontrar soluções para esta pandemia, a escolha será entre a vida, a ressurreição dos povos e o 'deus dinheiro'. Caso se escolha o dinheiro segue-se o caminho da fome, da escravidão, as guerras, do fabrico de armas, das crianças sem estudos... onde está a tumba". O Papa pediu a Deus para que as pessoas "não venham a cair na tumba do 'deus dinheiro'". Devido à emergência provocada pela pandemia de coronavírus (covid-19), a missa do Papa Francisco celebra-se na ausência de fiéis mas é transmitida em direto através da internet. O novo coronavírus, responsável pela pandemia da covid-19, já provocou mais de 112 mil mortos e infetou mais de 1,8 milhões de pessoas em 193 países e territórios. Dos casos de infeção, quase 375 mil são considerados curados. Depois de surgir na China, em dezembro, o surto espalhou-se por todo o mundo, o que levou a Organização Mundial da Saúde (OMS) a declarar uma situação de pandemia.

Covid-19: Papa pede aos políticos para pensarem nas pessoas e não no dinheiro
O Papa Francisco pediu hoje aos cientistas e governantes que estão a preparar "o caminho de saída" para a crise da pandemia de coronavírus que pensem nas pessoas e não no dinheiro. O Papa durante a missa celebrada hoje na Casa Santa Marta, residência oficial, pediu "aos governantes, aos cientistas e aos políticos que já começaram a estudar o caminho para sair da pandemia (...) que encontrem o caminho correto, a favor das pessoas e do povo". No final da homilia o Papa sublinhou que "para encontrar soluções para esta pandemia, a escolha será entre a vida, a ressurreição dos povos e o 'deus dinheiro'. Caso se escolha o dinheiro segue-se o caminho da fome, da escravidão, as guerras, do fabrico de armas, das crianças sem estudos... onde está a tumba". O Papa pediu a Deus para que as pessoas "não venham a cair na tumba do 'deus dinheiro'". Devido à emergência provocada pela pandemia de coronavírus (covid-19), a missa do Papa Francisco celebra-se na ausência de fiéis mas é transmitida em direto através da internet. O novo coronavírus, responsável pela pandemia da covid-19, já provocou mais de 112 mil mortos e infetou mais de 1,8 milhões de pessoas em 193 países e territórios. Dos casos de infeção, quase 375 mil são considerados curados. Depois de surgir na China, em dezembro, o surto espalhou-se por todo o mundo, o que levou a Organização Mundial da Saúde (OMS) a declarar uma situação de pandemia.