"Deu para perceber que nem sempre posso contar com o máximo de todos", diz José Gomes

Na conferência de imprensa que se seguiu ao empate sem golos do Marítimo frente ao Penafiel, José Gomes deixou um recado para o plantel, admitindo que não gostou do jogo. "Foi importante para perceber que nem sempre posso contar com o máximo...

Na conferência de imprensa que se seguiu ao empate sem golos do Marítimo frente ao Penafiel, José Gomes deixou um recado para o plantel, admitindo que não gostou do jogo. "Foi importante para perceber que nem sempre posso contar com o máximo de todos os meus jogadores, e por isso não gostei do jogo", disse o treinador da equipa verde-rubra. "Era importante consolidarmos a seriedade e o espírito com que jogámos nos jogos anteriores e os jogadores não foram agressivos o suficiente para transformar a quantidade de posse de bola que tivemos em situações de perigo, e não gostei disso. Mas também é importante perceber em rigor com quem trabalho." José Gomes acrescentou que é agora sua responsabilidade reportar a sua análise "a quem de direito", deixando aberta a porta a mexidas no mercado de inverno. "Acho que precisamos de um ponta de lança, que tenha mais facilidade em converter aquilo que temos vindo a produzir, e um jogador com características mais ofensivas com chegada para o golo, e talvez mais um médio", referiu, antes de concluir: "deixo uma mensagem aos adeptos para que, tal como eu, esperem que o Pai Natal deixe alguma prenda no sapatinho."