Djokovic admite adiamento do Open da Austrália se incêndios colocarem em causa a saúde

O sérvio Novak Djokovic reconheceu hoje que a organização do Open da Austrália deve considerar o adiamento do primeiro Grand Slam do ano, caso os incêndios que assolam o país coloquem em causa a saúde dos tenistas. “Se chegarmos ao ponto de...

Djokovic admite adiamento do Open da Austrália se incêndios colocarem em causa a saúde
O sérvio Novak Djokovic reconheceu hoje que a organização do Open da Austrália deve considerar o adiamento do primeiro Grand Slam do ano, caso os incêndios que assolam o país coloquem em causa a saúde dos tenistas. “Se chegarmos ao ponto de as condições ameaçarem a saúde dos jogadores, penso que deve ser considerado o adiamento”, afirmou o segundo classificado do ‘ranking’ mundial, sete vezes vencedor do torneio australiano, cuja edição 2020 vai ser disputada entre 20 de janeiro e 02 de fevereiro, em Melbourne. A Austrália está a ser fustigada pelos incêndios. Desde setembro, 24 pessoas morreram e é contabilizada uma área ardida equivalente a duas vezes o território da Bélgica. “Penso que o adiamento será a última opção a tomar, mas a organização deve fazer os possíveis para não o fazer”, acrescentou o sérvio, em Brisbane, onde disputa pela sua seleção a ATP Cup. O também presidente do conselho de jogadores do ATP reconheceu a dificuldade de “adiar por causa de um calendário definido”, reiterando que “a saúde é uma preocupação dos jogadores e de todos”.