Docente do Conservatório integra júri em concurso internacional na China

O professor do Conservatório - Escola Profissional das Artes da Madeira, Robert Andres, vai participar como membro do júri no Concurso Internacional de Piano 'Alexander Scriabin', evento que se realizará na ilha de Gulangyu, sul da China, entre...

Docente do Conservatório integra júri em concurso internacional na China
O professor do Conservatório - Escola Profissional das Artes da Madeira, Robert Andres, vai participar como membro do júri no Concurso Internacional de Piano 'Alexander Scriabin', evento que se realizará na ilha de Gulangyu, sul da China, entre 14 e 19 de janeiro. Robert Andres integrará um júri de nove pianistas provenientes de seis países, presidido pelo conceituado professor russo Boris Petrushansky, da Academia Internacional Pianística de Imola (Itália) e um dos pedagogos mais destacados do instrumento, e com a participação da chilena Edith Fischer, lenda do pianismo sul-americano e aluna de Claudio Arrau, dos chineses Li Minduo, um dos mais importantes pedagogos de piano na China, e Wu Ying, presidente da Associação Nacional de Piano da China e chefe do departamento do Conservatório Nacional de Beijing, e do francês Pierre Réach, professor do Conservatório Superior de Música de Paris, entre outros. Este Concurso Internacional de Piano ‘Alexander Scriabin’ – concurso “irmão” do conceituado italiano ‘Premio Internazionale Pianistico "A. Scriabin"’, realizado em Grosseto e que já vai na sua 22ª edição –, será composto por uma prova eliminatória, com a duração de 3 dias, uma semifinal, de 2 dias, e uma prova final para os 3 finalistas, onde serão acompanhados pela Orquestra Filarmónica de Xiamen – com 80 elementos, considerada uma das mais prestigiadas da China e a única do país não financiada pelo estado e autossustentável, dirigida pelo maestro Renchang Fu. Robert Andres é diplomado pela Academia de Música de Zagreb (Croácia), tendo posteriormente recebido uma bolsa do governo soviético para estudar no Conservatório de Música de São Petersburgo com D. A. Svetozarov, um discípulo do grande pianista russo Sofronitski. Prosseguiu o seu aperfeiçoamento em Viena e nos Estados Unidos onde, sendo bolseiro da Fundação Fulbright, estudou com Sequeira Costa na Universidade de Kansas, da qual recebeu o doutoramento em artes musicais, assim como um mestrado em musicologia. Participou também em cursos de aperfeiçoamento e recebeu conselhos de pianistas de renome, tais como Pierre Sancan, Rudolf Kehrer, Claude Frank, Leonid Brumberg e Peter Katin. Começou a sua atividade pedagógica no Colégio Kalamazoo, nos Estados Unidos, continuando-a desde 1993 no Conservatório – Escola Profissional das Artes da Madeira, sendo atualmente professor de quadro de piano e coordenador do departamento de instrumentos de tecla. Orienta também regularmente masterclasses de piano, e já integrou mais de uma dezena de júris de concursos internacionais. Robert Andres apresentou-se em recitais, concertos com orquestra e música de câmara em vários países europeus, tais como Itália, França, Alemanha, Espanha, Polónia, Eslováquia, Ucrânia, Irlanda, Eslovénia, Bélgica, Áustria, Croácia e Portugal, e também na Venezuela e nos Estados Unidos. Desde 1997 é Presidente da Direção e Diretor Artístico da Associação dos Amigos do Conservatório de Música da Madeira e é também Diretor Artístico do Madeira PianoFest. Tem escrito para revistas musicais especializadas, enciclopédias reputadas e jornais, em vários países, tendo, em 2001 a editora americana Scarecrow Press publicado o seu livro sobre os inícios da abordagem científica da técnica pianística. É investigador integrado do INET-md (FSCH/UNL) – Polo no IPP (CIPEM). Em 2008 gravou um CD com obras para piano do compositor madeirense Victor Costa.