Documentário científico revela o mar profundo da Madeira (com vídeo)

Um documentário científico sobre as profundezas do mar que rodeia o arquipélago da Madeira vai ser exibido, pela primeira vez, a partir da próxima sexta-feira, às 22h00, na RTP-Madeira. Segundo a Direção Regional do Ambiente e Alterações Climáticas, este trabalho é o resultado de 10 mergulhos, a bordo do submarino LULA 1000, da fundação Rebikoff, que permitiram a um grupo de peritos em ciências do mar, Andreia Henriques, João Clode, Manuel Biscoito, João Delgado e Pål Mortensen, documentarem "os primeiros vislumbres do mar profundo da ilha da Madeira". "A missão estava focada na recolha de informação sobre o Lixo Marinho, mas, a mil metros de profundidade, na escuridão absoluta, as luzes do LULA revelaram todo um mundo novo, as águas profundas da Madeira são, afinal, um hotspot de biodiversidade do Atlântico", sublinha a direção regional. A estreia acontece no Dia do Ambiente - 5 de junho. "Trata-se de um projeto com o qual a DRAAC se envolveu profundamente para conhecer o nosso estado ambiental, particularmente no descritor lixo marinho, assim como para conhecer o nosso património natural, espécies e habitats do mar profundo", afirma Manuel Ara Oliveira na divulgação desta produção. Segundo o diretor regional, este documentário "traz ao público pequenos excertos do enorme manancial de informação de interesse científico que foi recolhido e que será devidamente tratado nos próximos anos por diferentes tipos de especialistas, de diversos laboratórios e centros de investigação portugueses e estrangeiros". "Esta primeira missão teve também o objetivo de provocar. Provocar a curiosidade, provocar as oportunidades que são tantas e em tantas áreas, da geologia à biologia, da monitorização à conservação, do ambiente ao património subaquático, da ciência ao lazer. E estão já ali, tão perto", conclui fazendo votos para que os telespetadores gostem daquilo que lhes será dado a contemplar pelos cientistas.  

Documentário científico revela o mar profundo da Madeira (com vídeo)
Um documentário científico sobre as profundezas do mar que rodeia o arquipélago da Madeira vai ser exibido, pela primeira vez, a partir da próxima sexta-feira, às 22h00, na RTP-Madeira. Segundo a Direção Regional do Ambiente e Alterações Climáticas, este trabalho é o resultado de 10 mergulhos, a bordo do submarino LULA 1000, da fundação Rebikoff, que permitiram a um grupo de peritos em ciências do mar, Andreia Henriques, João Clode, Manuel Biscoito, João Delgado e Pål Mortensen, documentarem "os primeiros vislumbres do mar profundo da ilha da Madeira". "A missão estava focada na recolha de informação sobre o Lixo Marinho, mas, a mil metros de profundidade, na escuridão absoluta, as luzes do LULA revelaram todo um mundo novo, as águas profundas da Madeira são, afinal, um hotspot de biodiversidade do Atlântico", sublinha a direção regional. A estreia acontece no Dia do Ambiente - 5 de junho. "Trata-se de um projeto com o qual a DRAAC se envolveu profundamente para conhecer o nosso estado ambiental, particularmente no descritor lixo marinho, assim como para conhecer o nosso património natural, espécies e habitats do mar profundo", afirma Manuel Ara Oliveira na divulgação desta produção. Segundo o diretor regional, este documentário "traz ao público pequenos excertos do enorme manancial de informação de interesse científico que foi recolhido e que será devidamente tratado nos próximos anos por diferentes tipos de especialistas, de diversos laboratórios e centros de investigação portugueses e estrangeiros". "Esta primeira missão teve também o objetivo de provocar. Provocar a curiosidade, provocar as oportunidades que são tantas e em tantas áreas, da geologia à biologia, da monitorização à conservação, do ambiente ao património subaquático, da ciência ao lazer. E estão já ali, tão perto", conclui fazendo votos para que os telespetadores gostem daquilo que lhes será dado a contemplar pelos cientistas.