Donativos ao SESARAM na ordem dos 10.000 euros por dia

A conta solidária criada pelo Governo Regional reunia, ontem, já um acumulado de 190 mil euros, acrescentando-se, ainda, a este valor monetário a oferta de 31 ventiladores. No global, empresas e particulares já ajudaram o Serviço Regional de Saúde em cerca de 600 mil euros. Os donativos vão surgindo de várias formas, quer na doação de equipamento, quer através de donativos na conta de solidariedade, criada pelo Governo Regional. Na conta solidária, até ontem, haviam entrado cerca de 190 mil euros, à média de 10 mil euros por dia, desde que a citada conta foi aberta. Quanto a equipamentos, foram entregues já 31 ventiladores ao SESARAM, num valor global de mais de 400 mil euros. O dinheiro proveniente de empresas e particulares, empenhados em ajudar o Serviço regional e Saúde. “A maior parte dessas pessoas pedem que o dinheiro seja entregue junto do SESARAM, nos seus serviços clínicos e hospitalares, e algumas destas empresas, devidamente identificadas, já combinaram com o SESARAM a aquisição específica de determinado equipamento para ajudar a fazer face a esta situação. Tem sido francamente positivo”, conforme explicou Pedro Calado, em declarações à RTP Madeira.   31 ventiladores oferecidos No que respeita a equipamentos, “vários grupos empresariais já ofereceram ventiladores ao hospital, num global de 31 unidades”, devidamente ‘esmiuçados’ pelo vice-presidente do Governo Regional. “O Grupo Pestana fez a aquisição de 20 ventiladores certificados, cada ventilador tinha um custo unitário de 22.500 euros que conjuntamente com outros ventiladores, mormente cinco do grupo entre Jorge Mendes e Cristiano Ronaldo, dois do Grupo AFA, dois do Grupo ACIN e ainda mais dois do Grupo Socicorreia, que vão equipar as unidades de cuidados intensivos e a nova unidade do piso ambulatório”, disse. Quem contribui, fica abrangido pelo estatuto dos benefícios fiscais, com alguns benefícios daí resultantes. Pedro Calado explicou que “as empresas, ao fazer esta entrega de donativos, o Governo regional emite uma declaração justificativa dessa entrega, e a empresa tem direito a contabilizar como custo o valor de 140%. Ou seja, se uma empresa faz uma entrega de 10.000 euros, pode contabilizar como custo 14.000 euros, no final do exercício”. Quanto aos particulares, “todos os que façam a entrega de valores, e mediante um requerimento que está no site do Governo Regional podem pedir a declaração e com esta podem fazer uma majoração de 25%”, disse ainda Pedro Calado.   ‘Madeira – STOP COVID’ Recorde-se que no âmbito da iniciativa, intitulada ‘Madeira – STOP COVID’, foi criada uma conta com o IBAN: PT50078101120112001456986, onde famílias e empresas poderão, se assim o desejarem, dar o seu contributo solidário, juntando-se ao esforço coletivo, num momento de grande dificuldade para todos os madeirenses e porto-santenses. Toda a ajuda angariada com esta campanha será canalizada para apoio social e para a área da saúde.   “MADEIRA – STOP COVID” IBAN: PT50078101120112001456986 O seu contributo pode fazer a diferença!

Donativos ao SESARAM na ordem dos 10.000 euros por dia
A conta solidária criada pelo Governo Regional reunia, ontem, já um acumulado de 190 mil euros, acrescentando-se, ainda, a este valor monetário a oferta de 31 ventiladores. No global, empresas e particulares já ajudaram o Serviço Regional de Saúde em cerca de 600 mil euros. Os donativos vão surgindo de várias formas, quer na doação de equipamento, quer através de donativos na conta de solidariedade, criada pelo Governo Regional. Na conta solidária, até ontem, haviam entrado cerca de 190 mil euros, à média de 10 mil euros por dia, desde que a citada conta foi aberta. Quanto a equipamentos, foram entregues já 31 ventiladores ao SESARAM, num valor global de mais de 400 mil euros. O dinheiro proveniente de empresas e particulares, empenhados em ajudar o Serviço regional e Saúde. “A maior parte dessas pessoas pedem que o dinheiro seja entregue junto do SESARAM, nos seus serviços clínicos e hospitalares, e algumas destas empresas, devidamente identificadas, já combinaram com o SESARAM a aquisição específica de determinado equipamento para ajudar a fazer face a esta situação. Tem sido francamente positivo”, conforme explicou Pedro Calado, em declarações à RTP Madeira.   31 ventiladores oferecidos No que respeita a equipamentos, “vários grupos empresariais já ofereceram ventiladores ao hospital, num global de 31 unidades”, devidamente ‘esmiuçados’ pelo vice-presidente do Governo Regional. “O Grupo Pestana fez a aquisição de 20 ventiladores certificados, cada ventilador tinha um custo unitário de 22.500 euros que conjuntamente com outros ventiladores, mormente cinco do grupo entre Jorge Mendes e Cristiano Ronaldo, dois do Grupo AFA, dois do Grupo ACIN e ainda mais dois do Grupo Socicorreia, que vão equipar as unidades de cuidados intensivos e a nova unidade do piso ambulatório”, disse. Quem contribui, fica abrangido pelo estatuto dos benefícios fiscais, com alguns benefícios daí resultantes. Pedro Calado explicou que “as empresas, ao fazer esta entrega de donativos, o Governo regional emite uma declaração justificativa dessa entrega, e a empresa tem direito a contabilizar como custo o valor de 140%. Ou seja, se uma empresa faz uma entrega de 10.000 euros, pode contabilizar como custo 14.000 euros, no final do exercício”. Quanto aos particulares, “todos os que façam a entrega de valores, e mediante um requerimento que está no site do Governo Regional podem pedir a declaração e com esta podem fazer uma majoração de 25%”, disse ainda Pedro Calado.   ‘Madeira – STOP COVID’ Recorde-se que no âmbito da iniciativa, intitulada ‘Madeira – STOP COVID’, foi criada uma conta com o IBAN: PT50078101120112001456986, onde famílias e empresas poderão, se assim o desejarem, dar o seu contributo solidário, juntando-se ao esforço coletivo, num momento de grande dificuldade para todos os madeirenses e porto-santenses. Toda a ajuda angariada com esta campanha será canalizada para apoio social e para a área da saúde.   “MADEIRA – STOP COVID” IBAN: PT50078101120112001456986 O seu contributo pode fazer a diferença!