Edifícios licenciados cresceram e concluídos diminuíram na RAM

No 1.º trimestre de 2021, foram licenciados 126 edifícios, traduzindo-se num aumento de 5,0% face ao mesmo período de 2020 (120). Desagregando a informação por mês, observa-se que comparativamente aos mesmos meses de 2020, em janeiro e fevereiro há um decréscimo de edifícios licenciados, enquanto em relação a março sucedeu o inverso, com o número de licenciamentos a passar de 31 em 2020 para 55 em 2021. Das obras de edificação e demolição licenciadas, 70,6% correspondiam a construções novas (89), das quais 85,4% tinham como destino a habitação familiar (76). Estas obras originaram o licenciamento de 145 fogos em construções novas para a habitação familiar, menos 11,6% que no 1.º trimestre de 2020 (164). Quanto aos edifícios concluídos, neste trimestre, diminuíram 4,3% face ao período homólogo, totalizando 89 edifícios, dos quais 66,3% dizem respeito a construções novas para habitação familiar (59). No que se refere aos fogos concluídos em construções novas para habitação familiar (125), os resultados indicam um decréscimo de 16,7% face ao mesmo período de 2020 (150).

Edifícios licenciados cresceram e concluídos diminuíram na RAM
No 1.º trimestre de 2021, foram licenciados 126 edifícios, traduzindo-se num aumento de 5,0% face ao mesmo período de 2020 (120). Desagregando a informação por mês, observa-se que comparativamente aos mesmos meses de 2020, em janeiro e fevereiro há um decréscimo de edifícios licenciados, enquanto em relação a março sucedeu o inverso, com o número de licenciamentos a passar de 31 em 2020 para 55 em 2021. Das obras de edificação e demolição licenciadas, 70,6% correspondiam a construções novas (89), das quais 85,4% tinham como destino a habitação familiar (76). Estas obras originaram o licenciamento de 145 fogos em construções novas para a habitação familiar, menos 11,6% que no 1.º trimestre de 2020 (164). Quanto aos edifícios concluídos, neste trimestre, diminuíram 4,3% face ao período homólogo, totalizando 89 edifícios, dos quais 66,3% dizem respeito a construções novas para habitação familiar (59). No que se refere aos fogos concluídos em construções novas para habitação familiar (125), os resultados indicam um decréscimo de 16,7% face ao mesmo período de 2020 (150).