Eduardo Jesus diz que Madeira "está bem e recomenda-se"

O secretário regional de Turismo e Cultura, Eduardo Jesus, participou hoje no webinar que assinalou o lançamento da revista do IPDT "Turismo Tendências 21", a qual conta com a sua colaboração. O governante começou por agradecer o contributo daquela instituição privada em prol do setor do turismo onde a nova publicação é um exemplo disso mesmo. Em resposta a uma questão do moderador Jorge Costa, presidente do IPDT, Eduardo Jesus deixou claro que a "Madeira está bem e recomenda-se". Sublinhou que a Região Autónoma da Madeira sempre delineou, desde o início da pandemia no mundo, a sua estratégia na defesa da saúde pública, criando, ao mesmo tempo, condições para que o destino estivesse na linha da frente quando os mercados internacionais se abriram no início de julho de 2020. Por isso mesmo, acentuou que a Madeira tem estado continuamente aberta ao turismo, permitindo que o setor se mantivesse continuamente ativo, mesmo limitado pelos constrangimentos junto dos mercados emissores. Paralelamente, realçou que o próprio setor privado evidenciou a confiança no trabalho desenvolvido pelo Governo Regional, como demonstra a aposta dos empresários na requalificação e construção de novas unidades hoteleiras na Região. Em relação ao setor público recordou no webinar, onde assistiram mais de 550 pessoas através da internet, todo o trabalho desenvolvido pela Região desde o início da pandemia, nomeadamente com a decisão pioneira da triagem nos aeroportos da Madeira e do Porto Santo. E, depois de outras medidas tomadas como a elaboração do Manual de Boas Práticas, com o contributo de todos e a Certificação do Destino, apontou a criação do "Corredor Verde" em fevereiro último, que veio permitir a entrada livremente de pessoas vacinadas ou de outras que já tenham contraído a doença, mas que já estejam curadas. Neste domínio da Covid, Eduardo Jesus referiu-se à aprovação recente por parte da Comissão Europeia do Certificado Verde Digital. Realçou que, além da importância em conseguir que todos os estados membros falem a uma só voz na praticabilidade do que foi aprovado, será relevante que o País também fale em uníssono na aplicabilidade de critérios para um mesmo passageiro que venha para a Madeira através de um voo direto da origem ou se necessitar de fazer uma escala no continente.   Madeira "é exemplo" na vacinação  Eduardo Jesus falou ainda de uma outra medida importante, exemplar em todo o mundo, que está a ser concretizada por parte do executivo madeirense, que considera traduzir um posicionamento muito forte do setor, que representa cerca de 26% do PIB regional, em termos nacionais e internacionais. Trata-se do facto de "já termos começado a vacinar o setor do Turismo na Região. Há cerca de uma semana iniciamos o processo de vacinação, o qual pretendemos que envolva os nossos profissionais e que estará concluído no corrente mês. Muito brevemente podemos afirmar que teremos todo o setor turístico, assim como demais pessoas ligadas à oferta turística, envolvidos neste esforço de vacinação". Por este conjunto de razões, com a adoção de medidas adequadas nos momentos próprios, que contribuíram para credibilizar ainda mais a confiança e consequente segurança, o Secretário Regional de Turismo e Cultura evidenciou que "os ativos do destino, que sempre se mantiveram intactos, estão reforçados".

Eduardo Jesus diz que Madeira "está bem e recomenda-se"
O secretário regional de Turismo e Cultura, Eduardo Jesus, participou hoje no webinar que assinalou o lançamento da revista do IPDT "Turismo Tendências 21", a qual conta com a sua colaboração. O governante começou por agradecer o contributo daquela instituição privada em prol do setor do turismo onde a nova publicação é um exemplo disso mesmo. Em resposta a uma questão do moderador Jorge Costa, presidente do IPDT, Eduardo Jesus deixou claro que a "Madeira está bem e recomenda-se". Sublinhou que a Região Autónoma da Madeira sempre delineou, desde o início da pandemia no mundo, a sua estratégia na defesa da saúde pública, criando, ao mesmo tempo, condições para que o destino estivesse na linha da frente quando os mercados internacionais se abriram no início de julho de 2020. Por isso mesmo, acentuou que a Madeira tem estado continuamente aberta ao turismo, permitindo que o setor se mantivesse continuamente ativo, mesmo limitado pelos constrangimentos junto dos mercados emissores. Paralelamente, realçou que o próprio setor privado evidenciou a confiança no trabalho desenvolvido pelo Governo Regional, como demonstra a aposta dos empresários na requalificação e construção de novas unidades hoteleiras na Região. Em relação ao setor público recordou no webinar, onde assistiram mais de 550 pessoas através da internet, todo o trabalho desenvolvido pela Região desde o início da pandemia, nomeadamente com a decisão pioneira da triagem nos aeroportos da Madeira e do Porto Santo. E, depois de outras medidas tomadas como a elaboração do Manual de Boas Práticas, com o contributo de todos e a Certificação do Destino, apontou a criação do "Corredor Verde" em fevereiro último, que veio permitir a entrada livremente de pessoas vacinadas ou de outras que já tenham contraído a doença, mas que já estejam curadas. Neste domínio da Covid, Eduardo Jesus referiu-se à aprovação recente por parte da Comissão Europeia do Certificado Verde Digital. Realçou que, além da importância em conseguir que todos os estados membros falem a uma só voz na praticabilidade do que foi aprovado, será relevante que o País também fale em uníssono na aplicabilidade de critérios para um mesmo passageiro que venha para a Madeira através de um voo direto da origem ou se necessitar de fazer uma escala no continente.   Madeira "é exemplo" na vacinação  Eduardo Jesus falou ainda de uma outra medida importante, exemplar em todo o mundo, que está a ser concretizada por parte do executivo madeirense, que considera traduzir um posicionamento muito forte do setor, que representa cerca de 26% do PIB regional, em termos nacionais e internacionais. Trata-se do facto de "já termos começado a vacinar o setor do Turismo na Região. Há cerca de uma semana iniciamos o processo de vacinação, o qual pretendemos que envolva os nossos profissionais e que estará concluído no corrente mês. Muito brevemente podemos afirmar que teremos todo o setor turístico, assim como demais pessoas ligadas à oferta turística, envolvidos neste esforço de vacinação". Por este conjunto de razões, com a adoção de medidas adequadas nos momentos próprios, que contribuíram para credibilizar ainda mais a confiança e consequente segurança, o Secretário Regional de Turismo e Cultura evidenciou que "os ativos do destino, que sempre se mantiveram intactos, estão reforçados".