Emigrante português procurado pelo homicídio do filho de quatro anos continua em fuga

Amadeu António é o nome do emigrante português que está a ser procurado numa megaoperação por dezenas de elementos das brigadas anticrime da polícia de Genebra, Suíça, após ter alegadamente assassinado o filho de quatro anos, de acordo com...

Emigrante português procurado pelo homicídio do filho de quatro anos continua em fuga
Amadeu António é o nome do emigrante português que está a ser procurado numa megaoperação por dezenas de elementos das brigadas anticrime da polícia de Genebra, Suíça, após ter alegadamente assassinado o filho de quatro anos, de acordo com o Correio da Manhã. O homem continua em fogo e as autoridades desconhecem o seu paradeiro.  Recorde-se que o corpo do menino, Tomás, foi encontrado nas águas do rio Ródano, na barragem de Verbois, arredores de Genebra. O alerta foi dado pela mãe da criança, que está separada do pai, ao que tudo indica, devido a violência doméstica. A mulher, lusodescendente de segunda geração, estranhou o facto de o ex-marido não ter entregado o filho às 19h00 de domingo, como haviam combinado. Deu o alerta à polícia, que horas depois encontrou o carro do homem, abandonado, na barragem. Os bombeiros descobriram o corpo do menino já na madrugada de domingo para segunda-feira. No local estava esta terça-feira um altar, com velas e um peluche. A secretária de Estado das Comunidades Portuguesas revelou ao CM que "a ocorrência relativa ao falecimento de um menino, filho de cidadãos portugueses, residentes na Suíça, está a ser acompanhada pelo Consulado Geral de Portugal em Genebra". O cônsul Bruno Paes Moreira "contactou a mãe e apresentou condolências".