Empresas promovem ação de recrutamento com Associação Salvador

O Santander informa em comunicado que recebe hoje um encontro de 20 empresas com a Associação Salvador, visando recrutar pessoas com deficiência oriundas desta instituição. A iniciativa contará com cerca de 30 candidatos e, ao todo, serão realizadas...

Empresas promovem ação de recrutamento com Associação Salvador
O Santander informa em comunicado que recebe hoje um encontro de 20 empresas com a Associação Salvador, visando recrutar pessoas com deficiência oriundas desta instituição. A iniciativa contará com cerca de 30 candidatos e, ao todo, serão realizadas perto de 180 entrevistas. Da lista de empresas fazem parte, para além do Santander, a Konecta, Cofidis, Argo Partners, José de Mello Saúde, Talenter, Michael Page, Siemens, A Padaria Portuguesa, Premium Minds, EDP, Manpower Group Portugal, Adecco Portugal, Deloitte, Hotéis Real, Santa Casa da Misericórdia de Lisboa, El Corte Inglés, Grupo Associação Nacional das Farmácias, L'Oréal e SAP. Na mesma nota lê-se que o “encontro acontece no seguimento do projeto de Integração Profissional desenvolvido pela Associação Salvador, ao qual o Santander se juntou, e que tem como objetivo potenciar o emprego de pessoas com deficiência motora, contribuindo assim para a melhoria da qualidade de vida e para um mercado de trabalho mas inclusivo”. Mais informa que o “projeto inclui orientação profissional, ações de formação para o desenvolvimento de competências, prospeção de ofertas de emprego, organização de encontros de recrutamento e acompanhamento das entidades empregadoras nos processos de recrutamento”. “Em 2018, o Santander proporcionou alguns estágios a pessoas com necessidades especiais, tendo atualmente nos seus quadros 4 colaboradores oriundos da Associação Salvador”, recorda. “Esta ação de empregabilidade insere-se na política que o Santander tem vindo a seguir, cumprindo os desígnios de Banca Responsável, assentes no impulso que podem dar para o crescimento sustentável e inclusivo da Sociedade, reduzindo as desigualdades sociais e económicas das populações, ao mesmo tempo que apoia o desenvolvimento das Comunidades onde estamos presentes”, conclui.