Equipa feminina da Juventus proibida de abordar o caso da alegada violação de Ronaldo

A equipa feminina da Juventus foi proibida de falar sobre o caso da alegada violação de Cristiano Ronaldo a Kathryn Mayorga, de acordo com a antiga jogadora Petronella Ekroth. A defesa sueca de 29 anos deixou recentemente o campeão feminino...

Equipa feminina da Juventus proibida de abordar o caso da alegada violação de Ronaldo
A equipa feminina da Juventus foi proibida de falar sobre o caso da alegada violação de Cristiano Ronaldo a Kathryn Mayorga, de acordo com a antiga jogadora Petronella Ekroth. A defesa sueca de 29 anos deixou recentemente o campeão feminino da Serie A, para regressar ao país que a viu nascer e falou abertamente sobre a vida em Turim. "Nós não podíamos falar sobre o caso do Ronaldo", contou à imprensa sueca. "A única coisa a fazer era ser discreta e trabalhar pelos valores do clube. Desta forma tornei-me muito fechada e senti que as minhas opiniões não contavam", acrescentou. "Senti-me um pouco encurralada lá e pensava, de forma recorrente: "O que é que posso fazer? O que é que não posso fazer? Quem sou eu?", finalizou.