Espetáculo circense levou magia e arte ao Porto Santo

O espetáculo circense 'Ocean Of Dream', a cargo da Paradise Circus, contou com uma enchente de público, na Praça do Barqueiro, no Porto Santo, esta noite. "A realização de eventos que primem pela diferença e que acrescentem valor à nossa oferta...

Espetáculo circense levou magia e arte ao Porto Santo
O espetáculo circense 'Ocean Of Dream', a cargo da Paradise Circus, contou com uma enchente de público, na Praça do Barqueiro, no Porto Santo, esta noite. "A realização de eventos que primem pela diferença e que acrescentem valor à nossa oferta tem sido uma preocupação em todos os eventos desenvolvidos na área do Turismo e da Cultura mas, também, ao nível dos 600 Anos e esta noite, mais uma vez, conseguimos surpreender o nosso público e trazer algo de novo à programação prevista para o Porto Santo", disse a secretária regional do Turismo e Cultura, que assistiu ao espetáculo. Foi um espetáculo que levou a magia do circo à ilha dourada, com muitos aplausos pelo meio, vindos de "uma moldura humana que excedeu todas e quaisquer expectativas, composta pelo público residente mas também por muitos turistas", reforçou a organização. "Temos de ter a capacidade de reforçar a nossa oferta turística e cultural, ao longo de todo o ano e, neste caso, através das Comemorações dos 600 Anos, temos vindo a testar diversos figurinos, muitos dos quais serão para continuar após estas celebrações", salientou Paula Cabaço, reforçando "o sucesso registado pelo evento, nesta noite". A governante que sublinha, ainda, a importância de se investir, cada vez mais, na qualidade, inovação e criatividade dos atuais cartazes de animação mas, também, na descoberta de novos eventos e de novas ofertas. "Temos de saber conciliar o que já existe com a introdução de novos conteúdos e, nesta matéria, as celebrações dos 600 Anos têm assumido um papel fundamental, até porque já existem, neste momento, alguns eventos que, em 2020, surgirão integrados no Calendário Anual de Animação da Região", disse. Durante meia hora, a Praça do Barqueiro iluminou-se e serviu de palco às artes circenses, à dança e ao canto. O espetáculo envolveu andas, aéreos, acrobatas, dança vertical e, ainda, bailarinos nos estilos urban style, burlesque e jazz.