Ex-eleito de partido no poder na Índia declarado culpado de violação

A justiça da Índia declarou hoje culpado da violação de uma adolescente um ex-eleito do partido do primeiro-ministro, Narendra Modi, um caso com várias reviravoltas ilustrando o flagelo da violência sexual e a impunidade das elites no país....

Ex-eleito de partido no poder na Índia declarado culpado de violação
A justiça da Índia declarou hoje culpado da violação de uma adolescente um ex-eleito do partido do primeiro-ministro, Narendra Modi, um caso com várias reviravoltas ilustrando o flagelo da violência sexual e a impunidade das elites no país. Kuldeep Singh Sengar, eleito para a assembleia legislativa do estado de Utar Pradesh pelo Bharatiya Janata Parti (BJP), foi reconhecido culpado da violação em 2017 de uma jovem de 17 anos na sua casa, anunciaram advogados. A pena será determinada posteriormente. O caso estava a ser julgado em Nova Deli desde 5 de agosto, após o Supremo Tribunal indiana ter ordenado a sua mudança de Utar Pradesh onde o responsável político tem grande influência. No mesmo mês, Sengar foi excluído do BJP. O juiz Dharmesh Sharma declarou que o “testemunho inalterado” da vítima e “provas suficientes” estabeleceram a culpabilidade do acusado.