Família americana morre em emboscada no México. Nove crianças entre as vítimas

Uma família americana foi assassinada numa emboscada no México. Entre as vítimas mortais estão três mães e nove crianças, ligadas à religião mórmon. De acordo com o Correio da Manhã, as vítimas apanhadas na emboscada faziam parte da família...

Família americana morre em emboscada no México. Nove crianças entre as vítimas
Uma família americana foi assassinada numa emboscada no México. Entre as vítimas mortais estão três mães e nove crianças, ligadas à religião mórmon. De acordo com o Correio da Manhã, as vítimas apanhadas na emboscada faziam parte da família LeBáron e foram alvo de uma guerra entre cartéis de droga.  A mesma fonte, que cita o El Universal, informa que os acontecimentos decorreram pelas 9h30 de dia 4 de novembro, quando três mulheres, acompanhadas por 14 filhos, saíram da localidade de Bavispe, Sonora, México, com destino à comunidade mórmon de La Mora, a quatro horas de caminho do município de Chihuahua.  Um dos dois carro era conduzido por Rhonita Miller LeBarón, que estava acompanhada pelos dois gémeos de seis meses e duas crianças de oito e dez anos.A certa altura, a viatura sofreu uma avaria e o segundo veículo regressou a Bavispe para ir buscar ajuda.  Porém, quando regressaram ao local onde estava a viatura avariada, depararam-se com o carro e os corpos totalmente queimados, acrescenta o Correio da Manhã. As duas mulheres e as restantes 10 crianças foram então alvo de uma emboscada a tiro. Christina e Dawna morreram, assim como cinco dos seus filhos. Outros cinco estão desaparecidos. O grupo responsável pelo ataque interrompeu todas as comunicações na região e manteve um cerco de segurança nas imediações a fim de evitar a intervenção das forças policiais, sendo que os membros da família só conseguiram chegar ao local pelas 19h00. Ainda de acordo com o Correio da Manhã, a Secretaria de Estado de Sonora revelou que tanto o exército como a Guarda Nacional estão a trabalhar em conjunto com as autoridades federais, com o reforço do operativo na zona montanhosa de ambos os estados (Chihuahua e sonora).  Foi também solicitada a ajuda do FBI nas investigações. A família LeBarón incentivou a comunidade mórmon a pegar em armas e a procurar as cinco crianças que se julgam escondidas nas montanhas.