Federação de andebol suspende provas nacionais até 29 de março

A Federação de Andebol de Portugal (FAP) suspendeu as competições nacionais até 29 de março, “com acompanhamento permanente”, devido à pandemia de Covid-19, anunciou hoje o organismo federativo. “A Federação de Andebol de Portugal decidiu suspender as competições nacionais de andebol, até 29 de março, face à pandemia Covid-19, com acompanhamento permanente e revisão até ao dia 29 de março”, indica um comunicado divulgado no sítio oficial da FAP na Internet. A decisão foi tomada hoje pelo grupo de trabalho de acompanhamento do impacto do Covid-19 no andebol português e prende-se com a “necessidade de salvaguarda de interesses de natureza pública, nomeadamente, da saúde pública e segurança dos agentes desportivos intervenientes nas competições (jogadores, treinadores, dirigentes e outros)”. “Tal medida foi adotada em articulação e contacto com a Secretaria de Estado da Juventude e Desporto atentas as repercussões de tal suspensão, entre outras e também na vertente das seleções nacionais, nomeadamente na qualificação para os Jogos Olímpicos Tóquio2020 e Mundial2021”, assinala o comunicado.

Federação de andebol suspende provas nacionais até 29 de março
A Federação de Andebol de Portugal (FAP) suspendeu as competições nacionais até 29 de março, “com acompanhamento permanente”, devido à pandemia de Covid-19, anunciou hoje o organismo federativo. “A Federação de Andebol de Portugal decidiu suspender as competições nacionais de andebol, até 29 de março, face à pandemia Covid-19, com acompanhamento permanente e revisão até ao dia 29 de março”, indica um comunicado divulgado no sítio oficial da FAP na Internet. A decisão foi tomada hoje pelo grupo de trabalho de acompanhamento do impacto do Covid-19 no andebol português e prende-se com a “necessidade de salvaguarda de interesses de natureza pública, nomeadamente, da saúde pública e segurança dos agentes desportivos intervenientes nas competições (jogadores, treinadores, dirigentes e outros)”. “Tal medida foi adotada em articulação e contacto com a Secretaria de Estado da Juventude e Desporto atentas as repercussões de tal suspensão, entre outras e também na vertente das seleções nacionais, nomeadamente na qualificação para os Jogos Olímpicos Tóquio2020 e Mundial2021”, assinala o comunicado.