FNAC 'escondeu' livros no Funchal para assinalar o Dia Mundial do Livro

Para assinalar o Dia Mundial do Livro, a FNAC lançou uma campanha de incentivo à leitura com oferta de livros, desta vez e-books, por todo o país, incluindo no Funchal. “Na edição de 2021, respeitando as restrições impostas pela pandemia, de forma a oferecer livros duma forma segura, a celebração é feita com uma iniciativa digital, a "BOOK HUNT!", que passa pela colocação de milhares de QR Codes por todo o país que levam a uma página de livros gratuitos, de autores tão diversos quanto Fernando Pessoa, Kiera Cass, Chimamanda Ngozi Adichie ou H. G. Wells”, explica uma nota enviada à redação.  No caso da Madeira, estes QR Codes podem ser encontrados no Mercado dos Lavradores, no Largo do Phelps, na Rua do Aljube, na Avenida Arriaga, no Parque de Santa Catarina, no Jardins do Lido, no Parque Infantil da Ajuda, no Miradouro da Calçada do Pico e no MadeiraShopping. Para além destes, há mais de 1.500 QR Codes espalhados em bancos de jardim, paragens de autocarros, shoppings e outros locais públicos, nas cidades de Lisboa, Almada, Aveiro, Braga, Vila Nova de Gaia, Guimarães, Viana do Castelo, Faro, Matosinhos, Gaia, entre outras. Segundo esclarece a mesma nota, as pistas para a descoberta dos livros serão reveladas ao longo do Dia Mundial do Livro, nas redes sociais da FNAC e, uma vez descoberto o local, basta fazer o scan do QR Code encontrado, e efetuar o download e o login na app da KOBO que irá revelar dezenas e-books gratuitos, em português, inglês e francês. “Portugal é um dos países da Europa que lê menos livros e durante a pandemia esta situação agravou-se, sobretudo com as livrarias fechadas e a proibição de venda de livros ao público. O mercado decresceu cerca de 25% nos primeiros meses de 2020, representando cerca de menos 390 mil livros vendidos. Mais do que nunca, é importante pôr os portugueses a ler”, assinala a FNAC

FNAC 'escondeu' livros no Funchal para assinalar o Dia Mundial do Livro
Para assinalar o Dia Mundial do Livro, a FNAC lançou uma campanha de incentivo à leitura com oferta de livros, desta vez e-books, por todo o país, incluindo no Funchal. “Na edição de 2021, respeitando as restrições impostas pela pandemia, de forma a oferecer livros duma forma segura, a celebração é feita com uma iniciativa digital, a "BOOK HUNT!", que passa pela colocação de milhares de QR Codes por todo o país que levam a uma página de livros gratuitos, de autores tão diversos quanto Fernando Pessoa, Kiera Cass, Chimamanda Ngozi Adichie ou H. G. Wells”, explica uma nota enviada à redação.  No caso da Madeira, estes QR Codes podem ser encontrados no Mercado dos Lavradores, no Largo do Phelps, na Rua do Aljube, na Avenida Arriaga, no Parque de Santa Catarina, no Jardins do Lido, no Parque Infantil da Ajuda, no Miradouro da Calçada do Pico e no MadeiraShopping. Para além destes, há mais de 1.500 QR Codes espalhados em bancos de jardim, paragens de autocarros, shoppings e outros locais públicos, nas cidades de Lisboa, Almada, Aveiro, Braga, Vila Nova de Gaia, Guimarães, Viana do Castelo, Faro, Matosinhos, Gaia, entre outras. Segundo esclarece a mesma nota, as pistas para a descoberta dos livros serão reveladas ao longo do Dia Mundial do Livro, nas redes sociais da FNAC e, uma vez descoberto o local, basta fazer o scan do QR Code encontrado, e efetuar o download e o login na app da KOBO que irá revelar dezenas e-books gratuitos, em português, inglês e francês. “Portugal é um dos países da Europa que lê menos livros e durante a pandemia esta situação agravou-se, sobretudo com as livrarias fechadas e a proibição de venda de livros ao público. O mercado decresceu cerca de 25% nos primeiros meses de 2020, representando cerca de menos 390 mil livros vendidos. Mais do que nunca, é importante pôr os portugueses a ler”, assinala a FNAC