Forum Madeira Global: Acompanhar migrantes da Venezuela e Brexit são duas preocupações de Albuquerque

Começou há pouco o Fórum Global Madeira, organizado pelo Centro das Comunidades Madeirenses e Migrações, subordinado ao tema “A participação Política das Comunidades”, com a cerimónia de abertura a ser presidida pelo chefe do executivo madeirense,...

Forum Madeira Global: Acompanhar migrantes da Venezuela e Brexit são duas preocupações de Albuquerque
Começou há pouco o Fórum Global Madeira, organizado pelo Centro das Comunidades Madeirenses e Migrações, subordinado ao tema “A participação Política das Comunidades”, com a cerimónia de abertura a ser presidida pelo chefe do executivo madeirense, agradecendo o trabalho e dedicação dos conselheiros madeirenses na diáspora, em prol da Madeira Miguel Albuquerque destacou o “compromisso suprapartidário” destes no trabalho que têm desenvolvido com as comunidades” e realçou que a Madeira tem de consolidar a sua presença no mundo através das suas comunidades. Num evento que conta com a presença do secretário de Estado das Comunidades Portuguesas, Miguel Albuquerque sublinhou que “hoje temos um desafio que é consolidar a ligação às terceiras e quartas gerações”, disse ainda, reforçando a importância do tema da edição deste ano “A participação política é algo mais exigente, determinante para “ganharmos mais peso nos países de acolhimento”. Albuquerque chamou a atenção para duas questões, nomeadamente “a forma magnífica como temos acolhido, sem qualquer problema ou complexos, os conterrâneos que têm regressado da Venezuela. A forma como os madeirenses têm integrado os cerca de 8 mil migrantes da Venezuela tem sido exemplar, de modo a que estes se sintam em casa, como um princípio de reciprocidade, enalteceu ainda “A nossa politica continuará a ser sem qualquer discriminação de bem receber a comunidade que queira regressar à nossa terra”, assegurou. Por outro lado, Miguel Albuquerque disse ser necessário olhar com atenção para a situação do Reino Unido. O Gabinete para atendimento dos emigrantes no âmbito do Brexit está já concretizado, na Loja do Cidadão, com mais de 150 atendimentos. “Não sabemos qual é o cenário, a não ser que as expetativas de saída do reino Unido, em que o novo primeiro ministro quer que seja rápida”, lembrou Albuquerque, manifestando-se preocupado com os efeitos na economia. O Governo Regional vai acompanhar de perto tudo o que é relativo a esta matéria da saída do Reino Unido da União Europeia, prometeu, considerando que a UE terá todo o interesse em manter as ligações com o Reino Unido. Miguel Albuquerque manifestou-se convicto de que a saída do Reino Unido não será anárquica. As Ninfas do Atlântico abrilhantaram a sessão de abertura com a interpretação dos hinos nacional e regional.