Funchal propõe acolher Dia de Portugal em 2021

O presidente da Câmara Municipal do Funchal, Miguel Silva Gouveia, reagiu ontem oficialmente à decisão do Presidente da República em cancelar as comemorações deste ano do Dia de Portugal, de Camões e das Comunidades Portuguesas que decorreriam, em junho, na cidade do Funchal. Em missiva enviada a Marcelo Rebelo de Sousa, Miguel Silva Gouveia sublinha que "dadas as circunstâncias, é com total compreensão e solidariedade que recebemos a decisão do sr. Presidente da República, cabendo-me afirmar a determinação da Câmara Municipal do Funchal em fazer tudo o que estiver ao seu alcance no sentido de salvaguardar a saúde pública, manter em funcionamento os serviços essenciais e promover o bem-estar económico e social da nossa população.” O autarca manifestou, por fim, "a total disponibilidade do Município do Funchal para, logo que existam condições, comemorarmos nesta nobre e leal cidade, o Dia de Portugal, de Camões e das Comunidades Portuguesas, celebrando simultaneamente a nossa vitória coletiva sobre a epidemia. Será uma honra e propomos que assim seja no próximo ano."

Funchal propõe acolher Dia de Portugal em 2021
O presidente da Câmara Municipal do Funchal, Miguel Silva Gouveia, reagiu ontem oficialmente à decisão do Presidente da República em cancelar as comemorações deste ano do Dia de Portugal, de Camões e das Comunidades Portuguesas que decorreriam, em junho, na cidade do Funchal. Em missiva enviada a Marcelo Rebelo de Sousa, Miguel Silva Gouveia sublinha que "dadas as circunstâncias, é com total compreensão e solidariedade que recebemos a decisão do sr. Presidente da República, cabendo-me afirmar a determinação da Câmara Municipal do Funchal em fazer tudo o que estiver ao seu alcance no sentido de salvaguardar a saúde pública, manter em funcionamento os serviços essenciais e promover o bem-estar económico e social da nossa população.” O autarca manifestou, por fim, "a total disponibilidade do Município do Funchal para, logo que existam condições, comemorarmos nesta nobre e leal cidade, o Dia de Portugal, de Camões e das Comunidades Portuguesas, celebrando simultaneamente a nossa vitória coletiva sobre a epidemia. Será uma honra e propomos que assim seja no próximo ano."